Mercado fechado

Vendas do varejo no Natal crescem 11,1%, diz indicador da Cielo

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas do varejo no Natal cresceram 11,1% em relação a igual período do ano passado, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), informou a empresa de meios de pagamento nesta segunda-feira.

O crescimento foi impulsionado pelo varejo online, que avançou 38,6% enquanto nas lojas físicas houve crescimento de 8,8%, informou a Cielo.

O relatório vem após a divulgação de números no final de novembro pela companhia sobre o varejo nacional no período da Black Friday. Na ocasião, o indicador ICVA apurou alta de 6,9% nas vendas no período da Black Friday sobre um ano antes. Mas na comparação com 2019, o faturamento recuou 3,8%.

O período de apuração das vendas de Natal foi de entre 19 e 25 de dezembro.

Segundo o diretor de ingeligência da Cielo, Pedro Lippi, o faturamento do varejo online no Natal foi puxado "principalmente pelas vendas do setor de Turismo e Transporte. Sem esse setor, o e-commerce teria um crescimento de 23,2%”, disse ele em comunicado.

O ICVA apurada dados junto a 1,3 milhão de varejistas do país credenciados pela Cielo e distribuídos por 18 setores.

(Por Alberto Alerigi Jr.; edição de André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos