Mercado fechará em 5 h 46 min

Vendas de varejo na Alemanha têm em junho maior queda anual desde 1994

Rua comercial de Colônia, Alemanha

BERLIM (Reuters) - Os varejistas alemães encerraram o primeiro semestre de 2022 com a maior queda anual nas vendas em quase três décadas, com a inflação, a guerra na Ucrânia e a pandemia do coronavírus cobrando seu preço, mostraram dados nesta segunda-feira.

As vendas de varejo caíram 8,8% em junho em termos reais em comparação com o mesmo mês do ano passado, a maior queda desde o início da série histórica em 1994, informou a Agência Federal de Estatística.

Analistas consultados pela Reuters previam queda de 8,0%.

As vendas de varejo também caíram inesperadamente em comparação com o mês anterior: queda de 1,6% em termos reais, contra expectativa de aumento de 0,2% em pesquisa da Reuters.

As vendas de varejo no setor de alimentos, em particular, registraram uma queda de 1,6% em termos reais em relação ao mês anterior, devido aos preços mais altos dos mantimentos e ao aumento nas vendas de restaurantes, segundo os dados.

(Reportagem de Miranda Murray e Rene Wagner)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos