Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.485,82
    +856,92 (+2,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Vendas totais de combustíveis por distribuidoras sobem 10,6% em julho, aponta ANP

·1 minuto de leitura
Posto de combustíveis no Rio de Janeiro (RJ)

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas totais de combustíveis por distribuidoras no Brasil avançaram 10,6% em julho ante igual período do ano anterior, somando cerca de 12,47 bilhões de litros, indicaram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta terça-feira.

O número também representa um aumento na comparação com o mês anterior, quando a comercialização havia atingido 11,4 bilhões de litros.

No acumulado do ano, as vendas passaram a apurar alta de 8,4% ante os sete primeiros meses de 2020, quando foram muito impactadas pelo início da pandemia de Covid-19.

O diesel --combustível mais consumido do Brasil-- registrou vendas de 5,615 bilhões de litros no mês passado, alta de 7,3% na comparação anual e de 9,7% frente a junho. No acumulado do ano até julho, apura aumento de 10,5%.

O levantamento também apontou vendas de 3,514 bilhões de litros de gasolina comum em julho, crescimento de 17,8% ante julho de 2020 e acréscimo de 10% frente ao mês anterior. Isso leva o acumulado dos sete primeiros meses do ano a uma alta de 9,6% na comparação anual.

Tanto diesel quanto gasolina registraram em julho os maiores volumes mensais de comercialização de 2021 até o momento.

Já o etanol, concorrente direto da gasolina nos postos brasileiros, apurou vendas de 1,366 bilhão de litros em julho. O volume representa alta na comparação com o mês anterior (1,278 bilhão de litros), mas uma queda frente a igual período do ano passado (1,51 bilhão de litros).

Considerando a comercialização do biocombustível nos sete meses iniciais de 2021, há uma elevação discreta de 0,9% ante mesma etapa de 2020, indicou a ANP.

(Por Gabriel Araujo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos