Mercado fechará em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    119.447,79
    -116,65 (-0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.792,38
    +392,58 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,12
    -0,51 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.815,20
    +30,90 (+1,73%)
     
  • BTC-USD

    57.140,73
    -679,55 (-1,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.485,45
    +14,03 (+0,95%)
     
  • S&P500

    4.178,00
    +10,41 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.385,10
    +154,76 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.533,25
    +42,25 (+0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3614
    -0,0655 (-1,02%)
     

Vendas de smartphones aumentam por desejo de atualização dos consumidores, diz estudo

·1 minuto de leitura
A Samsung liderou um crescente mercado de telefones inteligentes no primeiro trimestre

As vendas globais de smartphones apresentaram recuperação no primeiro trimestre do ano e mostraram um crescimento mais forte desde 2015, informou uma empresa de mercado especializada nesta terça-feira (20).

A Strategy Analytics observou que os fabricantes de smartphones venderam cerca de 340 milhões de unidades nos primeiros três meses do ano, um aumento de 24% em relação ao mesmo período em 2020.

A alta seguiu-se a uma queda de mercado por causa da pandemia do novo coronavírus durante grande parte do ano passado, quando muitos consumidores adiaram compras ou atualizações.

A empresa de pesquisa informou que os ganhos do primeiro trimestre foram impulsionados pela forte demanda de consumidores que possuem dispositivos desatualizados e pelo forte impulso da rede 5G dos provedores chineses.

"O mercado de smartphones chinês teve um trimestre sensacional impulsionado pelo sucesso do produto 5G em vários níveis de preços", afirmou a diretora sênior da Strategy Analytics, Linda Sui, observando o aumento de 35% no mercado chinês.

"A escassez de chips e as limitações de fornecimento não tiveram um impacto significativo no primeiro trimestre entre as cinco principais marcas, mas em nossa opinião foi e será uma preocupação para os fornecedores menores nos próximos trimestres", acrescentou.

A Samsung liderou o mercado com 23% dos aparelhos vendidos, seguida pela Apple com 17%.

Eles foram seguidos por três fabricantes chineses: Xiaomi (15%), Oppo e Vivo (11% cada).

Neil Mawston, CEO da consultoria Strategy Analytics, ressaltou que o crescimento de 32% da Samsung levou ao lançamento dos "telefones 4G e 5G mais acessíveis da série A", assim como às fortes vendas de sua série da Galaxy S21.

rl/ft/llu/dga/bn/mvv