Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,38 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,32 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,13
    +0,60 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.790,40
    -7,70 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    23.917,78
    -98,05 (-0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,15
    -2,76 (-0,48%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,61 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,38 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.663,50
    -17,75 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2319
    +0,0534 (+1,03%)
     

Vendas do PS5 desaceleram com produção baixa

A Sony anunciou que vendeu 2,4 milhões de PlayStation 5 durante o segundo trimestre de 2022. O resultado alcançado coloca a empresa distante da meta de vender 18 milhões de unidades no atual ano fiscal, que acaba em março de 2023.

Ao todo, a Sony precisa vender 15,7 milhões de consoles nos próximos três trimestres para cumprir a meta de vendas estipulada para investidores no relatório fiscal. Para alcançar o difícil objetivo de superar os resultados obtidos em qualquer outro trimestre até agora, a fabricante declarou a investidores que irá aumentar a produção de consoles, mirando as festas de fim de ano.

Durante os três meses que terminaram em 30 de junho, a Sony vendeu 2,4 milhões de consoles, em um aumento singelo em relação aos 2,3 milhões que conseguiu durante o mesmo período do ano passado. Em contraste à meta de 18 milhões, a japonesa vendeu 11,5 milhões de unidades em 2021. As vendas totais do PS5 agora são de 21,7 milhões de unidades em todo o mundo.

O número de vendas também está atrelado ao próprio ritmo de produção do PlayStation 5, que está sendo afetado pela crise mundial de semicondutores. A demanda para o console existe, mas os estoques continuam limitados.

Sony não reviu metas

A dona da marca PlayStation assume que quer vender mais videogames, mesmo dizendo que espera colocar menos jogos first-party na casa das pessoas. Durante o último trimestre, a Sony comercializou, com os lançamentos de Horizon Forbidden West e Gran Turismo 7, 47,1 milhões de jogos para PS5 e PS4. O resultado está muito aquém dos 63,6 milhões alcançados no mesmo período do ano passado, durante a reta final do isolamento provocado pela pandemia de covid-19.

Uma oportunidade para virar o jogo pode estar a caminho, com os lançamentos de The Last of Us Part 1 e God of War Ragnarök, programados para chegar em setembro e novembro, respectivamente.

Queda de assinantes do PS Plus

O número de assinantes do PlayStation Plus agora é de 47,3 milhões, o que representa um milhão a mais que no ano passado. No entanto, o número de assinantes caiu em 100 mil em relação ao último trimestre, período que marcou a chegada da reformulação do serviço.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos