Mercado fechará em 2 h 34 min
  • BOVESPA

    104.231,87
    -3.503,14 (-3,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.911,08
    -108,97 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,20
    +0,70 (+0,85%)
     
  • OURO

    1.789,70
    +7,80 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    61.118,84
    -2.231,72 (-3,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,65
    -49,39 (-3,29%)
     
  • S&P500

    4.532,83
    -16,95 (-0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.596,50
    -6,58 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.316,00
    -162,75 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6511
    +0,0701 (+1,07%)
     

Vendas pendentes de moradias nos EUA sobem para máxima em 7 meses em agosto

·1 minuto de leitura
Placas anunciam venda de novas moradias em York County, Carolina do Sul, EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os contratos para compra de moradias usadas nos Estados Unidos se recuperaram e subiram para uma máxima em sete meses no mês de agosto, mas os preços mais altos em meio à oferta restrita estão desacelerando o impulso do mercado imobiliário.

A Associação Nacional de Corretores (NAR, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira que seu Índice de Vendas Pendentes de Moradias, com base em contratos assinados no mês passado, saltou 8,1% para 119,5. Essa foi a leitura mais alta desde janeiro e sucedeu duas quedas mensais consecutivas.

Economistas consultados pela Reuters previam alta de 1,4% nos contratos imobiliários, que se transformam em vendas depois de um ou dois meses. Em comparação com um ano atrás, as vendas pendentes de moradias caíram 8,3% em agosto.

O mercado imobiliário teve um "boom" no início da pandemia de Covid-19 em meio a um êxodo das cidades, com as pessoas trabalhando de casa e assistindo a aulas de forma online. Mas a demanda da pandemia está diminuindo conforme a vacinação permite que trabalhadores retornem aos escritórios.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos