Mercado abrirá em 3 h 20 min
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,37
    +0,36 (+0,50%)
     
  • OURO

    1.794,30
    -3,70 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.831,21
    +29,98 (+0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,35
    -6,68 (-1,66%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.470,19
    -19,00 (-0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.450,23
    +635,41 (+3,38%)
     
  • NIKKEI

    27.574,43
    -111,97 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.531,50
    +22,00 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4745
    +0,0081 (+0,15%)
     

Vendas pendentes de moradias nos EUA caem pelo 3° mês seguido em agosto

Casa hipotecada é vista à venda em Santa Ana, Califórnia, 24 de maio de 2011. REUTERS/Lucy Nicholson

WASHINGTON (Reuters) - Os contratos para a compra de moradias usadas nos Estados Unidos caíram pelo terceiro mês consecutivo em agosto, pressionados pelas altas taxas de hipotecas e pelos preços ainda elevados das casas, que estão corroendo a acessibilidade.

A Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos EUA disse nesta quarta-feira que seu índice de vendas pendentes de moradias, com base em contratos assinados, caiu 2,0% no mês passado, para 88,4, menor nível desde abril de 2020.

Os contratos caíram em nove dos últimos dez meses.

Em agosto, os contratos caíram nas regiões Nordeste, Sul e Meio-Oeste do país, mas subiram no Oeste.

Economistas consultados pela Reuters previam que os contratos, que se tornam vendas após um ou dois meses, cairiam 1,4%. As vendas pendentes de residências caíram 24,2% em agosto sobre um ano antes.

(Por Lucia Mutikani)