Mercado fechará em 1 h 45 min
  • BOVESPA

    121.837,09
    +35,88 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.243,35
    +47,92 (+0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,84
    +0,69 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.806,50
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    40.599,66
    +925,12 (+2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.001,49
    +25,60 (+2,62%)
     
  • S&P500

    4.420,49
    +17,83 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    34.979,20
    +186,53 (+0,54%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.157,25
    +83,75 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1654
    +0,0471 (+0,77%)
     

Vendas de novas moradias nos EUA caem a mínima em 1 ano em maio

·1 minuto de leitura
Placas sinalizam moradias à venda na Carolina do Sul, EUA

WASHINGTON (Reuters) - As vendas de novas moradias unifamiliares nos Estados Unidos caíram para uma mínima em um ano em maio, provavelmente prejudicadas por matérias-primas caras, como a madeira serrada, que estão aumentando os preços das casas recém-construídas.

As vendas de novas residências caíram 5,9% no mês passado, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 769 mil unidades, seu nível mais baixo desde maio de 2020, informou o Departamento de Comércio dos EUA nesta quarta-feira.

O ritmo de vendas de abril foi revisado para baixo, a 817 mil unidades, contra 863 mil informadas anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam que as vendas de novas moradias, que representam uma pequena parcela das vendas de moradias nos EUA, apresentariam ritmo de 870 mil unidades em maio.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos