Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,95
    -0,20 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.735,50
    -0,80 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    62.913,57
    -380,05 (-0,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,73
    -8,05 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.939,58
    +49,09 (+0,71%)
     
  • HANG SENG

    28.757,84
    -142,99 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    29.702,59
    +81,60 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.808,00
    +9,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7743
    +0,0014 (+0,02%)
     

Vendas de novas moradias nos EUA têm forte queda em fevereiro em meio a frio rigoroso

·1 minuto de leitura
Roupas no varal na parte de trás de um apartamento, enquanto um urubu voa, em meio à pandemia de Covid-19

WASHINGTON (Reuters) - As vendas de novas moradias unifamiliares nos Estados Unidos caíram mais do que o esperado em fevereiro, em meio um tempo severamente frio que também pesou sobre a atividade em outras partes da economia no mês passado.

O Departamento do Comércio informou nesta quarta-feira que as vendas de novas moradias despencaram 18,2% no mês passado, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 775 mil unidades. O ritmo de vendas de janeiro foi revisado a 948 mil unidades, de 923 mil informadas antes.

Economistas consultados pela Reuters projetavam que as vendas de novas moradias, que respondem por uma pequena fatia das vendas totais nos EUA, recuariam 6,5%, para 875 mil unidades, em fevereiro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)