Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,65
    +0,60 (+0,83%)
     
  • OURO

    1.784,10
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    50.718,21
    +338,53 (+0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.320,56
    +15,44 (+1,18%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    23.996,87
    +13,21 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.860,62
    +405,02 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    16.382,50
    +64,50 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2748
    -0,0649 (-1,02%)
     

Vendas no varejo do Brasil caem 1,3% em setembro e ficam abaixo das expectativas

·1 min de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - As vendas do varejo brasileiro voltaram a cair em setembro, com baixa de 1,3% na comparação com o mês anterior, informou nesta quinta-feira (11) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Foi o segundo recuo consecutivo do setor, em um contexto de inflação alta e dificuldades no mercado de trabalho.

Segundo o IBGE, o comércio também ficou no vermelho frente a setembro de 2020. Nesse tipo de comparação, a queda foi de 5,5%.

Os resultados ficaram abaixo das projeções do mercado. Pesquisa da agência Reuters apontou que as expectativas de analistas eram de recuos de 0,6% na comparação mensal e de 4,25% sobre um ano antes.

Entre as oito atividades pesquisadas pelo IBGE, seis tiveram taxas negativas em setembro.

As quedas mais intensas foram equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-3,6%), móveis e eletrodomésticos (-3,5%) e combustíveis e lubrificantes (-2,6%).

Segundo o IBGE, a atividade com maior peso na formação da taxa de setembro foi hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,5%).

O varejo acumula alta de 3,8% no ano e de 3,9% em 12 meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos