Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.898,78
    +215,23 (+0,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,41
    +0,14 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.858,20
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    33.805,58
    +358,34 (+1,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    681,39
    +4,49 (+0,66%)
     
  • S&P500

    3.842,03
    +0,56 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    30.885,18
    -111,80 (-0,36%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.388,25
    +26,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6370
    -0,0150 (-0,23%)
     

Vendas no varejo alemão devem registrar força em 2020 com consumidores gastando em meio a pandemia

·1 minuto de leitura
Loja de sapatos fechada em Berlim

BERLIM (Reuters) - As vendas no varejo na Alemanha devem ter avançado cerca de 4% durante 2020 após um novembro positivo, disse o Escritório de Estatísticas do país, indicando que os consumidores continuaram gastando em meio aos danos econômicos causados pelo coronavírus.

As vendas no varejo subiram 1,9% em novembro, contrariando expectativas dos analistas de uma contração graças ao crescimento muito forte nas vendas online e nos gastos com reformas residenciais, disse o Escritório nesta terça-feira.

Os números do mês referem-se a um período em que a Alemanha estava em lockdown parcial, com lojas ainda abertas. A maioria das lojas foi forçada a fechar em meados de dezembro, quando as restrições foram apertadas para conter o aumento das taxas de infecção.

O Departamento de Estatísticas disse que sua estimativa provisória para o ano inteiro -- contrastando com uma queda esperada de 5,5% no Produto Interno Bruto, de acordo com dados do banco central -- inclui o lockdown total de dezembro.