Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.092,05
    -115,91 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.879,04
    -150,50 (-0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,27
    +1,39 (+1,96%)
     
  • OURO

    1.860,30
    -5,60 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    39.819,51
    -42,37 (-0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    989,39
    -21,22 (-2,10%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.038,75
    -86,00 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1152
    -0,0163 (-0,27%)
     

Vendas de moradias usadas nos EUA recuam em abril

·1 minuto de leitura
Casa com placa "à venda" na cidade de Seattle, EUA

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - As vendas de moradias usadas nos Estados Unidos caíram pelo terceiro mês seguido em abril uma vez que a forte escassez de propriedades elevou os preços a uma máxima recorde.

As vendas de moradias usadas recuaram 2,7%, para uma taxa ajustada sazonalmente de 5,85 milhões de unidades, informou a Associação Nacional de Corretores nesta sexta-feira.

Economistas consultados pela Reuters projetavam alta de 2,0%, para uma taxa de 6,09 milhões de unidades em abril.

As revendas de moradias, que respondem pela maior parte das vendas de casas nos EUA, saltaram 33,9% na comparação anual. O aumento anual foi, entretanto, distorcido pela queda nas vendas em abril de 2020, quando a economia enfrentava fechamentos obrigatórios de negócios não essenciais para desacelerar a primeira onda de Covid-19.

O preço médio de moradias usadas disparou 19,1% em abril sobre o ano anterior, para 341.600 dólares.