Mercado fechará em 2 h 13 min
  • BOVESPA

    108.441,18
    +504,07 (+0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.455,92
    -434,67 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,71
    +1,40 (+1,68%)
     
  • OURO

    1.846,80
    +5,10 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    36.844,41
    +2.666,47 (+7,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    836,65
    +16,07 (+1,96%)
     
  • S&P500

    4.322,35
    -87,78 (-1,99%)
     
  • DOW JONES

    33.952,89
    -411,61 (-1,20%)
     
  • FTSE

    7.376,91
    +79,76 (+1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.039,50
    -461,50 (-3,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1863
    -0,0424 (-0,68%)
     

Vendas de moradias nos EUA devem subir 7,1% em 2021 e arrefecer nos próximos 2 anos, diz Fannie Mae

·1 min de leitura
Casa à venda em Seattle, EUA

CHICAGO (Reuters) - As vendas de moradias nos Estados Unidos devem terminar 2021 em alta de 7,1%, mas a previsão é de que recuem nos próximos dois anos, conforme a oferta limitada e taxas de hipotecas e preços mais altos esfriam o mercado de imóveis residenciais, projetou a Fannie Mae nesta segunda-feira.

O grupo de pesquisa estratégica e econômica da empresa patrocinada pelo governo norte-americano elevou sua projeção de crescimento das vendas de moradias para 2021 ante 5,3% estimados anteriormente, citando forte aumento esperado na compra de casas no final deste ano. Um ganho de 7,1% ficaria um pouco abaixo do salto de 7,3% registrado em 2020.

No entanto, a previsão mostrou que as vendas de moradias diminuirão 1,4% no próximo ano, devido à oferta limitada e outros fatores, e cairão 3,8% em 2023.

"A expectativa de que as taxas de hipotecas continuem subindo, ficando em média em 3,2% em 2022, bem como a valorização adicional do preço das casas, deve tornar a acessibilidade uma restrição crescente nas vendas de moradias no novo ano", disse a Fannie Mae em comunicado.

(Por Karen Pierog)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos