Mercado abrirá em 2 h 12 min
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,00
    +0,23 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.851,50
    -3,70 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    31.753,99
    -614,29 (-1,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    640,95
    -6,37 (-0,98%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.686,82
    +47,97 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.438,75
    -36,75 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6920
    +0,0558 (+0,84%)
     

Vendas de milho safrinha do Brasil avançam pouco, mas seguem acima de 19/20, diz Safras

·1 minuto de leitura
Milho da segunda safra após colheita em Sorriso (MT)

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização de milho segunda safra alcançou 25,2% da produção esperada para 2020/21, ligeira alta de 1 ponto percentual ante o levantamento divulgado em dezembro, em meio a uma evolução mais lenta que a verificada em meses anteriores, estimou nesta segunda-feira a consultoria Safras & Mercado.

No entanto, o patamar de vendas segue superior ao visto no mesmo período da temporada passada, de 13,7%, destacou a consultoria.

De acordo com a Safras, o Brasil deve produzir 83,7 milhões de toneladas na "safrinha" de 2020/21.

O maior nível de comercialização foi registrado em Mato Grosso, com 30,9%, seguido por Mato Grosso do Sul com 27,2%. No Paraná, as vendas chegaram a 19,3%.

Já a comercialização da safrinha 2019/20, que foi colhida no ano passado, chegou a 90,3% ante 83,9% na projeção anterior e 87,4% um ano antes, disse a consultoria.

(Por Nayara Figueiredo)