Mercado abrirá em 8 h 7 min
  • BOVESPA

    101.016,96
    -242,79 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.245,86
    -461,86 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,74
    +0,18 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.910,70
    +5,00 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    13.093,39
    -15,40 (-0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,98
    -2,44 (-0,92%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.622,36
    -296,42 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    23.407,43
    -86,91 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.503,00
    +10,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6455
    +0,0050 (+0,08%)
     

Vendas de carros elétricos disparam 221% no Brasil

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Demanda por veículos elétricos no Brasil dispara. (Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP/GettyImages)
Demanda por veículos elétricos no Brasil dispara. (Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP/GettyImages)

O número de vendas de veículos elétricos no Brasil disparou no primeiro semestre deste ano, na contramão da tendência da indústria no geral, que recuou. A tendência aponta um claro aumento no interesse do consumidor por opções elétricas, enquanto os veículos movidos a combustão seguem em processo de decadência.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

No período entre os meses de janeiro e junho de 2020, as vendas de elétricos (incluindo híbridos) tiveram aumentos de 221% em relação ao mesmo período do ano passado, e chegaram a 7.568 unidades.

Leia também

As informações são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), repercutidas pela Exame.

Na contramão, a produção de veículos movidos a combustão caiu impressionantes 50,5%, enquanto as vendas despencaram 38,2%, de novo de acordo com a Anfavea, que projeta uma perspectiva ainda pior nas vendas para o ano, de queda de 40%.

Segundo as maiores montadoras de carros do Brasil, a crise da pandemia do novo coronavírus foi um dos principais motivos que atingiram a demanda por novos veículos no país.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube