Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,10
    +1,70 (+1,51%)
     
  • OURO

    1.814,60
    -4,30 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    30.509,16
    +383,67 (+1,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    686,58
    +443,90 (+182,92%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    27.020,28
    +360,53 (+1,35%)
     
  • NASDAQ

    12.546,25
    -14,00 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2153
    +0,0049 (+0,09%)
     

Vendas da Vivendi crescem 7,9% no 1º tri

·1 min de leitura

Por Mathieu Rosemain

PARIS (Reuters) - As vendas da gigante de mídia francesa Vivendi cresceram 7,9% no primeiro trimestre deste ano a taxas de câmbio constantes e excluindo aquisições, impulsionadas pelas operações de TV paga e publicidade, disse a empresa nesta segunda-feira.

A receita total avançou para 2,38 bilhões de euros (2,56 bilhões de dólares), de 2,1 bilhões um ano atrás. O Pay-TV Canal Plus, agora o maior ativo da empresa após a cisão da Universal Music, viu as vendas subirem 6%, para 1,45 bilhão de euros.

As vendas da unidade de publicidade Havas aumentaram 11,3%, para 591 milhões de euros.

A divisão editorial do grupo, Editis, cujas vendas caíram 1,7% no trimestre, está entre os ativos que estão sendo revisados ​​pelas autoridades antitruste da União Europeia, à medida que a Vivendi busca adquirir o grupo francês de mídia e varejo Lagardere.

Lagardere é o lar da Hachette, a maior editora da França, assim como da revista Paris Match e do Journal du Dimanche.

A Vivendi, controlada pelo bilionário Vincent Bollore, elevou a oferta em fevereiro e está pronta para gastar até 2 bilhões de euros na compra de todas as ações listadas da Lagardere.

Em comunicado, a Vivendi disse que gostaria de manter Arnaud Lagardere, filho do fundador da Lagardere, como presidente-executivo da empresa.

(Por Mathieu Rosemain)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos