Mercado fechará em 4 h 21 min

Vendas da dona da Peugeot avançam no Brasil, mas caem globalmente

Poliana Santos
Vendas da dona da Peugeot avançam no Brasil, mas caem globalmente

As vendas do grupo controlador do Peugeot, PSA, se elevaram em 2% no Brasil em 2019. Apesar dos dados positivos no País, a nível global as vendas do grupo francês recuaram 10%, para pouco mais de 3,87 milhões de veículos. Os dados foram divulgados pela empresa nesta quinta-feira (16)

O mercado mexicano demonstrou avanço de 13%, mas as vendas da dona da Peugeot na América Latina tiveram uma queda de 22,5% no ano passado. Ademais, a Argentina apresentou queda nas vendas de 43% e o Chile de 11%, esses mercados "foram duramente atingidos por questões políticas e econômicas", informou o PSA.

Ao todo, foram vendidos 135.739 carros nos países latino-americanos. Em 2018, foram 175.257.

Conselhos de Fiat e Peugeot aprovam acordo de fusão entre as empresas

A italiana Fiat Chrysler e a francesa PSA, empresa mãe da Peugeot e da Citroen, anunciaram em dezembro que chegaram a um acordo de fusão, avaliado em US$ 50 bilhões. Com a confirmação do negócio, a nova empresa deverá ser a quarta maior montadora do mundo. O faturamento estimado é de 170 bilhões de euros.

A nova companhia ainda não possui nome definido e terá sob seu comando as marcas:

  • Fiat
  • Jeep
  • Peugeot
  • Citroen

As fabricantes ainda não anunciaram se as operações brasileiras serão impactadas pela fusão das empresas. O negócio entre as empresas inclui carros de luxo, SUVs, picapes e comerciais leves. Dessa forma, a nova montadora irá atender desde demandas de carros populares até os carros da categoria "premium". A sede da controladora do grupo ficará na Holanda. O atual presidente da Fiat Chrysler, John Elkann, será o presidente da nova companhia.

Veja Também: Acionistas da Peugeot assumirão os riscos da fusão com Fiat, diz banco

No ano passado, somadas, as empresas Fiat e Peugeot, fabricaram 8,7 milhões de veículos. O potencial da nova empresa, entretanto, pode passar dos 13 milhões de unidades, de acordo com estimativas da empresa de consultoria LMC Automotive.