Mercado abrirá em 3 h 13 min
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,65
    -0,56 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    30.275,42
    +1.374,55 (+4,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,52
    +23,29 (+3,57%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.446,58
    +143,84 (+1,97%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    12.064,00
    +185,75 (+1,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2138
    -0,0050 (-0,10%)
     

Vendas de carros elétricos superam as de carro a combustão na Europa pela 1ª vez

·2 min de leitura

As vendas de carros elétricos fecharam 2021 em alta no Brasil e, de quebra, fizeram história também na Europa. Segundo relatório do Financial Times, os emplacamentos totais de dezembro superaram os de veículos a combustão pela 1ª vez na história.

Os números apontaram que mais de um quinto dos carros vendidos em 18 países do continente, incluindo o Reino Unido, eram BEVs, ou seja, movidos exclusivamente por meio de baterias elétricas. Os carros a combustão, por sua vez, fecharam dezembro com menos de 19% das vendas.

Foram comercializados 176 mil carros elétricos entre os dias 1 e 31 de dezembro, alta de 6% no comparativo com o mesmo mês de 2020. Enquanto isso, os emplacamentos de carros a combusstão ficaram em 160 mil no período.

Um dos destaques de 2021 no segmento foi a Tesla. A montadora de Elon Musk driblou a crise dos semicondutores e entregou 309 mil carrros elétricos no último trimestre, entre setembro e dezembro.

ID.3 foi um dos carros elétricos mais vendidos na Europa em 2021 (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
ID.3 foi um dos carros elétricos mais vendidos na Europa em 2021 (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Subsídios impulsionaram vendas de elétricos

Tesla, Volkswagen e demais montadoras tiveram o incentivo dos subsídios governamentais disponibilizados na Alemanha, França e outros países da Europa para impulsionar as vendas de carros elétricos em 2021.

Segundo o analista de mercado Matthias Schmidt, outro ponto de virada foi o comprometimento das marcas para reduzir suas pegadas de carbono em toda a frota e evitar multas:

“A marcha da morte do diesel vem se repetindo desde setembro de 2015, quando o 'Dieselgate' foi lançado pela primeira vez, fazendo com que a Volkswagen elaborasse os primeiros planos do ID.3 dentro de 30 dias após o escândalo vir à tona".

A marca alemã, aliás, foi outro destaque em vendas de carros elétricos no ano e contribuiu para o histórico número registrado em dezembro pelo segmento.

Segundo a Volkswagen, a venda de veículos da marca movidos a bateria cresceu de 4% para 7,4% no comparativo anual e respondeu por 19,3% das entregas totais da empresa na Europa, contra 12% de 2020.

Em números absolutos, isso significa que a Volkswagen entregou mais de 369 mil carros elétricos (73% mais que em 2020), sendo aproximadamente 106 mil VEHPs (Veículos Híbridos Elétricos Plug-in), com alta de 33%; e 263 mil veículos totalmente elétricos, um aumento de 97%.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos