Mercado fechado

Venda de veículos no país cresce 10,48% em 2019, diz Fenabrave

Taís Hirata

Resultado ficou em linha com a projeção da associação das concessionárias A venda de veículos cresceu 10,48% no ano passado, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Ao todo, no país, foram emplacadas 4,036 milhões de unidades, ante 3,653 milhões em 2018. O dado contempla todos os segmentos, incluindo automóveis, caminhões, motocicletas, entre outros.

O crescimento registrado ficou dentro do esperado. A Fenabrave previa uma alta de 10,76%, projeção não muito diferente daquilo que foi previsto no início de 2019, 11,15%.

Em dezembro, foram emplacados 370.957 veículos, um aumento de 12,04% nas vendas na comparação anual.

Para 2020, a expectativa é que sejam emplacados mais de 4,3 milhões de veículos, com um crescimento de 9,67% nas vendas.

Leves

O número de automóveis e veículos comerciais leves vendidos em 2019 teve um aumento de 7,65%, na comparação com 2018. Ao todo, foram emplacados 2,26 milhões de automóveis e 397 mil comerciais leves.

O desempenho positivo foi impulsionado pela maior oferta de crédito, que por sua vez foi estimulada pela queda na taxa de juros e pela manutenção do índice de inadimplência, avaliou o presidente da entidade, Alarico Assumpção Júnior.

Em 2020, a Fenabrave projeta que o crescimento das vendas dos veículos leves se acelere, com uma alta de 9%.

Pesados

Entre os segmentos, houve avanço expressivo na venda de caminhões e ônibus, de 34,3% no ano. Ao todo, foram 101,7 mil caminhões (33,12% a mais do que em 2018) e 27,2 mil ônibus (alta de 38,94% na mesma comparação).

Para 2020, a entidade prevê que as vendas seguirão fortes, mas com um aumento menor. A projeção inicial divulgada pela federação é de um crescimento de 22,32% nos emplacamentos de ônibus e caminhões.