Mercado fechado

Venda de soja 19/20 do Brasil vai a 61%; novo ciclo tem 14% vendido, diz Safras

Trabalhador em meio a grãos de soja em Campos Lindos (TO)

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização da safra de soja do Brasil 2019/20 atingiu até esta sexta-feira 61% da produção projetada, publicou a consultoria Safras & Mercado, apontando o dólar forte como principal fator para o avanço mensal de mais de 11 pontos percentuais na comparação com fevereiro.

Em igual período do ano passado, a negociação de soja no Brasil envolvia 42,7% do total da safra, enquanto a média de vendas para esta época do ano é de 45,5%.

Levando-se em conta uma safra estimada pela consultoria em 124,55 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 75,9 milhões de toneladas.

O dólar, que vem numa crescente frente ao real, renovando máximas históricas recentemente, também está ajudando as vendas antecipadas da próxima safra (2020/21), que avançaram de 5,2% no início de fevereiro para 14%. [nL1N2AY1P5]

"Com o dólar em patamares recordes, os preços subiram consideravelmente no Brasil e os produtores estão aproveitando para negociar", disse o analista de Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque, em nota.

Muitos negociantes aproveitam para travar as vendas antecipadas com o dólar mais forte, fazendo uma proteção dos custos de insumos, cujos preços também são influenciados pela moeda norte-americana.

A alta do dólar também torna o produto brasileiro mais competitivo no exterior.


(Por Roberto Samora)