Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.264,03
    -124,55 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Venda de NFTs será convertida para proteção da Amazônia

·2 min de leitura
Maior parte do valor obtido em leilão de NFTs feitos por artistas indígenas será aplicada na fiscalização e preservação da maior floresta tropical do mundo
Maior parte do valor obtido em leilão de NFTs feitos por artistas indígenas será aplicada na fiscalização e preservação da maior floresta tropical do mundo. (Getty Imagens)
  • Ação é uma parceria entre o Mercado Bitcoin, Tropix e o povo indígena Paiter Suruí;

  • Obras de 12 artistas estão em leilão até o dia 15 de fevereiro;

  • Valor obtido viabilizará a proteção de 13 hectares da Amazônia.

Na última quarta-feira (26/01) a corretora de criptoativos, Mercado Bitcoin, lançou o seu espaço digital para a compra e venda de criptomoedas e NFTs (token não reproduzível, em inglês). A inauguração do ambiente virtual foi marcada pelo leilão de obras de artes de artistas indígenas.

O valor arrematado nas obras será destinado a projeto de proteção do território do povo indígena Paiter Suruí, na Amazônia. A iniciativa busca aumentar o catálogo de produtos oferecidos pela plataforma e apoiar ações socioambientais.

Leia mais:

O diretor de novos negócios da Mercado Bitcoin, Fabrício Tota, ressalta o intuito de relacionar os tokens digitais com a proteção dos povos originários e do meio ambiente e projeta que mais iniciativas como essa surgiram na plataforma.

Em novembro de 2021, a luta do povo Paiter Suruí ganhou destaque midiático nacional e internacional quando a estudante de direito e ativista indígena, Txai Suruí, discursou na abertura da COP 26 sobre a necessidade de salvar o futuro do planeta terra por meio de ações ambientais.

O destino do valor alcançado pelo Mercado Bitcoin será o programa de conservação visa preservar uma extensão de 13 mil hectares da floresta amazônica por meio de 30 monitores equipados por GPS e máquinas fotográficas para registrar e localizar possíveis pontos de desmatamento e informar as autoridades locais.

Estão abertos a lances obras dos artistas Paula Klien, Denilson Baniwa, Moara Tupinambá, Walelasoepilemãn Suruí, Renata Tupinambá, Marcos Vinícius Rego Barbosa, Sallisa Rosa e Nelson Porto.

As 12 obras recebem lances até o dia 15 de fevereiro. O preço inicial varia de R$ 100 a R$ 5.000. A realização conta com a parceria da plataforma de criptomoedas, Tropix. Cerca de 95,5% do valor angariado será destinado para a proteção de parte do território habitado pelo povo indígena Paiter Suruí.

Com informações do jornal Folha de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos