Mercado fechará em 2 h 9 min
  • BOVESPA

    107.269,62
    -1.672,06 (-1,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.351,21
    -1.248,17 (-2,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,39
    -2,75 (-3,23%)
     
  • OURO

    1.833,20
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    34.027,77
    -1.259,60 (-3,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    776,75
    -33,85 (-4,18%)
     
  • S&P500

    4.249,86
    -148,08 (-3,37%)
     
  • DOW JONES

    33.343,25
    -922,12 (-2,69%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    13.925,75
    -500,75 (-3,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2358
    +0,0458 (+0,74%)
     

Venda de antigripais explode e causa falta de produtos no Brasil

·2 min de leitura
Procura por remédios para coriza, febre e dor de cabeça triplicou em alguns estabelecimentos (Getty Images)
Procura por remédios para coriza, febre e dor de cabeça triplicou em alguns estabelecimentos (Getty Images)
  • Procura por remédios de gripe aumentou gritantemente em farmácias no Brasil

  • Reposição de estoques tem sido diária para atender alta demanda

  • Estabelecimentos também estão com alta procura por testes de COVID-19

A virada de ano não tem sido nada fácil para muitos brasileiros, atingidos pelo surte de gripe misturado com o aumento nos casos de COVID-19 - isso, sem falar dos problemas financeiros, com a alta no valor de diversos produtos. Afinal, de acordo com a Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias, houve um crescimento considerável na procura de medicamentos antigripais. E, consequentemente, no número de suas respectivas vendas, com muitos deles sendo comercializados sem receita. O problema é que, ainda segundo a Abrafarma, isso está causando a falta de alguns produtos nos estabelecimentos.

Leia também:

Cenário atípico

De acordo com algumas das principais companhias deste segmento, o cenário não era esperado. Na Ultrafarma, por exemplo, a venda destes antigripais entre o fim de dezembro e o início de janeiro aumentou cerca de 142%, se comparada ao mesmo período do ano anterior. Já na Pague Menos, houve um aumento relevante nessas vendas. Enquanto na RaiaDrogasil, desde o início de dezembro a demanda por produtos de combate aos sintomas de gripe chegou a triplicar. Com isso, a reposição de estoques tem sido diária. A falta do remédio Tamiflu, para o vírus influenza, também foi sentida por muitos consumidores.

Testes de COVID também disparam

Ainda de acordo com as informações obtidas pelo Estadão, as farmácias também estão mais cheias de pacientes procurando os testes de COVID-19. Os dados levantados pela Abrafarma mostram que os 9.434 testes realizados no dia 1º de dezembro saltaram para um total de 25.998 em 29 de dezembro - no último dia 3 de janeiro, o número chegou a 42.100 testes. O cenário se repete nos laboratórios particulares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos