Mercado fechado

Venda de apps cresce 23% no terceiro trimestre — e Apple segue faturando mais

Claudio Yuge

A receita global com a venda de aplicativos segue sua tendência de alta no terceiro trimestre deste ano, com um crescimento de 22,9% no terceiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano anterior. O total movimentado entre julho, agosto e setembro foi de US$ 21,9 bilhões, ante aos US$ 17,9 bilhões de 2018, segundo os números da firma de consultoria Sensor Tower.

Grande parte da alta se deve ao aumento do consumo de games e de serviços de assinatura. A App Store, devido ao seu modelo de negócios continua na frente, com 65% da verba movimentada, enquanto a Google Play Store fica com os outros 35%. Os usuários da Maçã gastaram US$ 14,2 bilhões, 22,3% acima dos US$ 11,6 bilhões no terceiro trimestre de 2018. Já os consumidores da loja de apps do Android geraram US$ 7,7 bilhões em receita, 24% superior aos US$ 6,2 bilhões da temporada passada.

(Imagem: Divulgação/Sensor Tower)

A Google Play Store ainda é considerada a principal fonte de downloads, com quase três vezes mais instalações iniciais do que a App Store. No terceiro trimestre, foram baixados 9,7% mais apps na relação ano a ano, com um total de 29,6 bilhões de downloads — a loja de aplicativos da Apple ficou com 21,6 bilhões.

Apesar do crescimento global, houve uma queda de 6% de downloads na China, embora a receita também tenha crescido, de US$ 3,2 bilhões para US$ 4,1 bilhões, em relação ao Q3 2018. Isso pode ser atribuído ao congelamento de licenças por conta da guerra comercial do país com os Estados Unidos. O Sensor Tower não inclui lojas de terceiros, portanto, os números podem ficar distorcidos no mercado oriental.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: