Mercado fechará em 2 h 26 min
  • BOVESPA

    121.324,86
    +618,95 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.121,41
    +292,10 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,19
    +1,37 (+2,15%)
     
  • OURO

    1.837,90
    +13,90 (+0,76%)
     
  • BTC-USD

    50.622,22
    +3.279,96 (+6,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.416,47
    +57,91 (+4,26%)
     
  • S&P500

    4.170,52
    +58,02 (+1,41%)
     
  • DOW JONES

    34.362,73
    +341,28 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.358,25
    +258,00 (+1,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3898
    -0,0227 (-0,35%)
     

Vencedores do Nobel e ex-governantes pedem suspensão das patentes de vacinas contra covid-19

·1 minuto de leitura
Vacinação domiciliar em Hasland, perto de Chesterfield, região central da Inglaterra

Vencedores do Prêmio Nobel e ex-chefes de Estado ou de Governo pediram em uma carta pública a suspensão temporária das patentes das vacinas contra a covid-19 e convidaram o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a apoiar a iniciativa.

A supressão da propriedade intelectual do imunizante é "uma etapa vital e necessária para acabar com a pandemia", consideram os 170 signatários da carta, que incluem ex-presidentes da França (François Hollande), da Libéria (Ellen Johnson Sirleaf) e o ex-primeiro-ministro britânico Gordon Brown.

"Estamos esperançosos com as informações de que a sua administração está examinando uma suspensão temporária dos direitos de propriedade intelectual da OMC durante a pandemia, como solicitaram África do Sul e Índia", afirma o texto, também assinado por vencedores do Nobel, como Muhamad Yunus (Paz), Joseph Stiglitz (Economia) ou Françoise Barré-Sinoussi (Medicina).

Depois de ser enviada à Organização Mundial do Comércio em 2 de outubro, a proposta da África do Sul e da Índia recebeu o apoio de vários países em desenvolvimento e a oposição da maioria dos países ocidentais, onde ficam as sedes das grandes empresas farmacêuticas.

O texto propõe uma suspensão temporária de algumas obrigações do Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual relacionados ao Comércio (ADPIC) para que qualquer país possa produzir a vacina, sem a preocupação de dispor da patente.

Os países tentam vacinar o mais rápido possível suas populações para tentar frear a covid-19 e o surgimento de novas variantes do vírus que reduzam a eficácia das vacinas.

fz/pb/eb/zm/fp