Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.347,44
    -9,17 (-0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    -0,0485 (-0,75%)
     

Velório de Fernando Vanucci será realizado no salão nobre do Botafogo

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Botafogo realizará o velório do jornalista e apresentador Fernando Vanucci na próxima quinta-feira no salão nobre do clube, em General Severiano, das 8h às 12h30. O sepultamento será às 15h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

O velório será aberto ao público, mas com protocolos de saúde em função da pandemia de Covid-19. Além disso, haverá um minuto de silêncio antes da partida desta quarta-feira entre Atlético-MG e Botafogo, às 21h30.

Vanucci morreu vítima de infarto aos 69 anos, na última terça-feira, em Barueri, na Grande São Paulo. O jornalista passou mal pela manhã, foi socorrido pela empregada e levado ao Pronto Socorro Central de Barueri, mas não resistiu. Ele já havia sofrido um infarto em 2019 e colocado um marca-passo. Desde então, tinha a saúde comprometida.

Fernando Vanucci nasceu em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e trabalhou na Globo Minas entre 1973 e 1977. Em seguida, passou a trabalhar no Rio de Janeiro, apresentando diversos programas, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico.

Na passagem pela Globo, Fernando cobriu seis Copas do Mundo (1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998) e ficou marcado pela criação do bordão "Alô, você!".