Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.649,60
    +384,66 (+0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Veja quem mais além de servidores recebeu indevidamente o benefício do programa de redução de jornada e salário

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — Entre maio e dezembro de 2020, houve R$ 247 milhões em pagamentos irregulares no programa de benefícios concedidos pelo governo para compensar trabalhadores que tiveram redução de salário e jornada de trabalho em consequência da pandemia, aponta uma autitoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), pago pelo Ministério da Economia, foi renovado este ano, mas ainda não há monitoramento sobre o uso dos recursos nesse novo período do programa.

As irregularidades estariam no pagamento a pessoas que não tinham o direito de receber o BEm, entre eles estão servidores públicos federais, estaduais e municipais, além de empregados com vínculos múltimos e pessoas já morreram.

Trabalhadores com carteira assinada e que firmaram com seus empregadores acordos de redução de jornada e salário tiveram direito ao benefício. Um cruzamento de dados, revelou irregularidades, como detalhado na reportagem que aponta os grupos que receberam o benefício de forma indevida e a fatia total desses valores recuperada pelo governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos