Mercado abrirá em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,64
    -0,10 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.654,40
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    19.227,15
    +141,59 (+0,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    440,26
    -4,27 (-0,96%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.016,52
    -2,08 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.386,50
    +9,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0738
    -0,0238 (-0,47%)
     

Veja quanto vai custar o plano mais barato de 5G no Brasil

·1 min de leitura
Plano mais barato de 5g no Brasil poderá custar R$ 250
Plano mais barato de 5g no Brasil poderá custar R$ 250
  • Doze capitais brasileiras estão completamente aptas a receber a quinta geração de internet móvel;

  • O valor mais em conta da tecnologia deve ser de R$ 250 por mês em faturas pós-pagas, além de contar com restrição de dados;

  • A expectativa das operadoras de telefonia é chegar em 500 milhões de acessos em três anos.

Doze capitais brasileiras estão completamente aptas a receber o 5G, a quinta geração de internet móvel. Apesar da novidade estar perto de se tornar realidade, o preço mais em conta da tecnologia deve ser de, ao menos, R$ 250 por mês em faturas pós-pagas, além de contar com restrição de dados.

Tanto sob a perspectiva tecnológica quanto jurídica. Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Natal, Palmas, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória, Aracaju e Boa Vista já atualizaram suas legislações locais para ofertar a nova internet. As demais capitais estão parcialmente adaptadas ou ainda preparam a atualização da legislação municipal.

Apesar dos avanços no que diz respeito à legislação e a infraestrutura necessária, a previsão é que as operadoras inicialmente tenham como base valores aplicados internacionalmente. Essa política de preços deve durar até que os chips e aparelhos compatíveis com tecnologia estejam ao alcance da maioria da população. A expectativa das operadoras de telefonia é chegar em 500 milhões de acessos em três anos.

O leilão da tecnologia foi realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações em novembro do ano passado. Dentre as operadoras que arremataram lotes, destacam-se a Claro que por R$ 338 milhões o arrematou primeiro lote da faixa de 3,5 GHz (gigahertz), e a Winty Winity II Telecom Ltda arrematou a de 700 MHz e se tornou a mais nova operadora do Brasil.

A previsão é que o padrão 5G deve oferecer internet de alta velocidade em todas as capitais até o dia 31 de julho. Além disso, as empresas que arremataram as concessões também se comprometeram a levar para 100% do território brasileiro a cobertura do padrão atual, o 4G.