Mercado abrirá em 9 h 3 min
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,05
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.790,40
    +5,70 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    50.476,34
    -333,24 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.304,89
    -16,39 (-1,24%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    24.034,13
    +50,47 (+0,21%)
     
  • NIKKEI

    28.774,05
    +318,45 (+1,12%)
     
  • NASDAQ

    16.396,75
    +78,75 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3514
    +0,0117 (+0,18%)
     

Veja o polo norte da lua Europa em registro inédito feito pela sonda Juno

·2 min de leitura

A sonda Juno vem proporcionando novas descobertas sobre Júpiter desde 2016 e, além de estudar o gigante gasoso, a sonda também traz novidades sobre algumas de suas luas. Agora, a Juno forneceu uma visão de uma região da lua Europa, que, até então, estava invisível. Enquanto seguia em sua missão primária para examinar a atmosfera do planeta, a sonda conseguiu fazer o primeiro registro do polo norte de Europa, quando estava a aproximadamente 80 mil quilômetros de distância.

A imagem foi processada por Andrea Luck, cientista cidadão que trabalhou com as informações da câmera JunoCam, a bordo da sonda. Os pixels individuais foram renderizados com resolução de 50 km a 60 km e, embora não seja tão alta, a resolução foi suficiente para nos permitir ver algumas características da região, como mudanças na refletividade da luz (o albedo) em uma lua que, geralmente, já é bem brilhante por si só. Segundo os oficiais da NASA, sobrevoos futuros vão mostrar o polo norte de Europa com mais clareza.

Registro do polo norte de Europa, feito pela sonda Juno (Imagem: Reprodução/NASA/SwRI/MSSS/Andrea Luck)
Registro do polo norte de Europa, feito pela sonda Juno (Imagem: Reprodução/NASA/SwRI/MSSS/Andrea Luck)

Segundo Scott Bolton, investigador principal da missão Juno, a visão de Europa ficará melhor no ano que vem, quando a nave se aproximar da região polar e ficar a apenas algumas centenas de quilômetros dela. “Esse é um ótimo exemplo e um gostinho do que está por vir”, comentou Bolton durante uma coletiva de imprensa realizada no último dia 28 para a divulgação de novos dados sobre a atmosfera de Júpiter.

Futuramente, Europa será visitada por duas grandes missões: a JUpiter ICy moons Explorer (JUICE), da Agência Espacial Europeia (ESA), que deve ser lançada em 2022 para sobrevoar esta e outras luas de Júpiter; e a Europa Clipper, da NASA, cujo lançamento está previsto para 2024 e focará somente neste satélite natural joviano. Ambas devem chegar lá e iniciar suas atividades em meados de 2030.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos