Veja as mudanças que a Geração Z pode trazer para o mundo corporativo

SÃO PAULO - Nascidos em meados dos anos 90 e apelidados pelo termo “Zapear”, a Geração Z já está entrando no mercado de trabalho e as empresas precisam se adaptar as mudanças que esses novos profissionais trarão para o mundo corporativo.

Essa geração é mais ansiosa, ambiciosa, impulsiva e dinâmica, e muitas dessas características foram trazidas pelo constante uso da tecnologia em seu dia a dia. A principal diferença é que cresceram totalmente integrados com os celulares, internet, computadores e jogos eletrônicos, que interferem na forma desses joverm agirem e pensarem, revela a especialista em coaching corporativo, Caroline Calaça.

Impacto no mercado de trabalho
Tal intimidade com produtos eletrônicos e a velocidade das informação e das mídias sociais causam impactos nas empresas, afirma a especialista. Essa geração espera encontrar um ambiente de trabalho semelhante ao seu mundo, isso é, interativo, veloz e repleto de recursos.

Caroline acrescenta que a pressa em serem promovidos e a desobrigação em se manterem em uma empresa, caso suas expectativas não sejam alcançadas, deverão receber atenção por parte dos líderes. “Tudo isso significa um prenúncio de que modificações na linguagem interna, desburocratização, criação de processos mais dinâmicos e a utilização do apoio da tecnologia serão passos inevitáveis para em um futuro próximo integrar estes novos trabalhadores”, diz.

Características da Geração Z
Os jovens profissionais são funcionais e multitarefas - características positivas que podem se tornar negativas se não forem administradas com cuidado. Falar ao telefone, ouvir música, enviar e-mail, utilizar as redes sociais e elaborar planilhas e textos ao mesmo tempo também é um comportamento típico dessa geração.

“Daí a importância de se construir um ambiente de troca, valorização da diversidade e bom relacionamento entre as gerações X, Y e Z além de alguns baby boomers, ainda no mercado de trabalho. Tal interação é fundamental para garantir foco, resultados, assertividade, flexibilidade e agilidade. Se não é possível ter tudo isso em uma única geração, porque não integrar as quatro gerações a favor da empresa, beneficiando a todos os envolvidos?”, sugere Caroline. 

Carregando...