Mercado abrirá em 9 h 4 min

Veja imagens da casa em que Maradona morou antes de ser internado na Argentina; craque já viveu até em Dubai

·2 minuto de leitura

Para sua recuperação, Maradona havia se refugiado em um bairro bastante reservado - e de luxo - em San Andrés, nos arredores de Buenos Aires, na Argentina. Isso depois de ter recebido alta médica da clínica onde esteve internado. Antes de ser hospitalizado, porém, o endereço do craque era outro: havia se mudado, neste ano, para uma mansão em Brandsen, uma província ao sul capital do país, próximo ao Gimnasia y Esgrima La Plata, clube do qual o ex-jogador era treinador. Maradona morreu na última quarta-feira, aos 60 anos.

Um dos motivos para a mudança, segundo a imprensa argentina, foi a menor distância para o trabalho, se comparado com o endereço anterior. Além disso, o imóvel contava com mais espaço do que sua última casa, podia reunir parentes e praticar exercícios, hábito que ele vinha cultivando, na ocasião. De acordo com a mídia internacional, Maradona fazia questão de cômodos espaçosos.

A residência, localizada num condomínio, contava com quatro quartos amplos, além de uma dependência de serviço, cozinha espaçosa, salas de estar, para TV e de jantar, e de uma área para o jogador praticar seus exercícios físicos.

Na parte externa, um espaço verde bastante amplo, além de uma piscina com cascata e um campo de futebol. A casa conta também com área para eventos sociais, com churrasqueira e móveis espalhados ao longo do cômodo.

No início deste mês, Maradona foi internado e fez uma cirurgia para uma drenagem subdural no cérebro. Ele se recuperou e recebeu alta médica. Para continuar sua recuperação, bem como seguir na reabilitação contra o consumo de álcool, o craque, mais vez, se mudou. Desta vez, para San Andrés, na região de Tigres. A área residencial é bastante exclusiva. Só para se ter ideia, há apenas uma entrada. Foi o último endereço do ex-jogador.

Maradona já morou até em Dubai

Ao longo de sua carreira de décadas, Maradona já viveu em alguns locais do mundo. Morou, por exemplo, em Cuba, terra do amigo Fidel Castro, onde passou quatro anos em reabilitação, no início dos anos 2000.

Na coleção de endereços do ex-jogador, há países em que ele treinou times locais, como o Dorados, no México; Al-Wasl e Al-Fujairah, nos Emirados Àrabes.

Em Dubai, Maradona teve à disposição uma residência suntuosa, com diversos cômodos, piscina, vista para cidade e até uma entrada privativa para uma praia local. Na casa de alto padrão, ele optou pelas cores claras nas paredes, cujo contraponto era obtido no tom mais escuro dos móveis.