Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,12
    -0,23 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.816,60
    -13,10 (-0,72%)
     
  • BTC-USD

    36.238,88
    -556,78 (-1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    826,79
    -29,02 (-3,39%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.807,54
    -482,36 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.564,59
    -446,74 (-1,65%)
     
  • NASDAQ

    14.039,50
    -119,00 (-0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1001
    -0,0063 (-0,10%)
     

Veja foto do asteroide que se aproximou da Terra no domingo (2)

·2 min de leitura

O asteroide 2021 YK se aproximou da Terra neste fim de semana. No domingo (2), a rocha espacial fez sua maior aproximação e ficou a cerca de 188 mil km do nosso planeta (o equivalente a 49% da distância entre a Terra e a Lua) às 13h03, no horário de Brasília. Apesar de a distância ser curta em termos astronômicos, a passagem da rocha não apresentou risco de colisão.

Os astrônomos do projeto Virtual Telescope usaram o telescópio robótico Elena para fazer um registro do objeto no sábado (2). Eles fizeram uma exposição remota de 120 segundos e acompanharam o movimento aparente do asteroide. O resultado é a foto que você confere abaixo, que o mostra indicado por uma seta.

O asteroide 2021 YK registrado pelos membros do Virtual Telescope. O objeto aparece no centro da imagem (Imagem: Reprodução/Virtual Telescope)
O asteroide 2021 YK registrado pelos membros do Virtual Telescope. O objeto aparece no centro da imagem (Imagem: Reprodução/Virtual Telescope)

No momento da foto, a rocha estava a cerca de 570 mil km da Terra. Como a imagem foi feita com o telescópio acompanhando o movimento do asteroide, as estrelas ao fundo apareceram como rastros brilhantes, enquanto o 2021 YK foi registrado como um ponto brilhante e nítido no meio da imagem. O asteroide foi descoberto em dezembro de 2021 pelo estudo Mt. Lemmon e tem entre 8,7 m e 19 m.

Ele é considerado um objeto próximo da Terra ("NEO", na sigla em inglês), ou seja, tem órbita que se aproxima daquela da Terra. Estes objetos são monitorados diariamente através de observações e cálculos orbitais, o que permite conhecer as trajetórias deles com grande precisão. No caso do 2021 YK, os dados do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), da NASA, indicam que não há risco de colisão em um futuro próximo.

Até o momento, já há 28 mil NEOs confirmados, sendo que este total continua crescendo diariamente. Você pode explorar os objetos já conhecidos através da ferramenta Eyes on Asteroides, da NASA. Trata-se de uma aplicação atualizada duas vezes por dia, que permite visualizá-los e encontrar informações sobre eles.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos