Mercado abrirá em 7 mins
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,31
    +0,74 (+1,13%)
     
  • OURO

    1.779,00
    -5,30 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    56.390,21
    -676,38 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.437,61
    -31,47 (-2,14%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.110,96
    -57,72 (-0,81%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.906,75
    +37,00 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4568
    +0,0100 (+0,16%)
     

Veja como saber se receberá o Auxílio Brasil

·4 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo federal ainda não divulgou um canal oficial para consultar quem vai receber o Auxílio Brasil. Entretanto, quem está cadastrado no Bolsa Família pode confirmar se vai ter direito ao novo benefício por meio dos canais de atendimento da Caixa Econômica Federal, que é o banco responsável pelo pagamento.

A consulta pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, nos terminais de autoatendimento, nas lotéricas, nas agências e em correspondentes Caixa Aqui. As famílias também podem verificar a situação pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111.

Para verificar se vai receber e qual será o valor, o beneficiário deve ter em mãos o número do CPF ou do NIS (Número de Identificação Social). No caso do Caixa Tem, se a pessoa já tem cadastro, basta acessar o aplicativo com o número do CPF e senha. Caso contrário, é necessário se cadastrar.

O Auxílio Brasil, programa que vai substituir o Bolsa Família, começa a ser pago na quarta-feira (17). Portanto, a expectativa é que o governo federal libere a consulta, por meio do antigo aplicativo do Bolsa Família ou pelo telefone 121, do Ministério da Cidadania, ao programa nesta semana.

Segundo a Caixa, um aplicativo próprio do novo benefício também deve começar a funcionar nos próximos dias. O cidadão precisa ficar atento e aguardar a divulgação oficial, uma vez que as lojas do Android e do iOS estão com aplicativos chamados 'Auxílio Brasil', mas que não são oficiais.

Novas inclusões

As famílias que atendem aos requisitos para receber o Auxílio Brasil devem estar cadastradas no CadÚnico para tentar receber a grana. A partir disso, o Ministério da Cidadania vai selecionar novos beneficiários para o programa mensalmente.

Se o cidadão atende aos requisitos, deve manter os dados do CadÚnico atualizados para poder receber as parcelas. Da mesma maneira, a pasta avalia todos os meses quais beneficiários deixaram de atender os critérios e não vão mais ter direito ao pagamento.

Apesar de ser pré-requisito para o novo programa social, a inscrição no CadÚnico não representa garantia de que vai receber o benefício, indica apenas que a família está incluída em uma lista de espera. Após o fim do auxílio emergencial neste mês, pelo menos 22 milhões de pessoas estão sem benefício algum.

O que se sabe até agora

O novo auxílio prevê o pagamento de seis benefícios. Além da renda básica (de R$ 65 ou R$ 130 por pessoa, dependendo da composição familiar), é possível que cada família receba benefícios complementares, que variam entre R$ 100 e R$ 200.

Quem já recebe o Bolsa Família está incluído automaticamente no Auxílio Brasil e começa a receber na quarta, seguindo o mesmo calendário do programa antigo. Isso significa que primeiro recebem os beneficiários com NIS final 1, na quinta-feira (18), recebem aqueles com NIS final 2, e assim sucessivamente.

Ainda que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) tenha prometido um benefício de pelo menos R$ 400, segundo o Ministério da Cidadania, o valor médio passará para R$ 217,18 no Auxílio Brasil. No Bolsa Família, esse valor era de R$ 184,30, ou seja, reajuste médio de 17%.

*

Veja se vai receber o Auxílio Brasil

Quem está cadastrado no Bolsa Família pode confirmar se vai ter direito ao Auxílio Brasil por meio dos canais de atendimento da Caixa Econômica Federal

O pagamento do novo benefício começa na quarta-feira (17) para quem recebe o Bolsa Família e tem NIS (Número de Identificação Social) final 1

Como consultar

A consulta pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, nos terminais de autoatendimento, nas lotéricas, nas agências, em correspondentes Caixa Aqui e pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111

Para verificar a situação, é preciso ter em mãos o número do CPF ou do NIS. No caso do atendimento presencial, é necessário apresentar documento de identificação

Veja o passo a passo

Pelo aplicativo Caixa Tem:

Acesse o aplicativo com o número do CPF e senha

Na tela inicial, selecione a opção 'Bolsa Família'

O atendimento automático vai localizar o benefício por meio do CPF ou NIS informados no cadastro

Pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111:

Escolha a opção 1 para o Auxílio Brasil

Será preciso informar um número de CPF ou o NIS; escolha a opção 1 para digitar o CPF ou a opção 2 para o NIS

A gravação irá dizer se o cidadão vai receber o benefício ou não

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos