Mercado fechará em 5 h 31 min
  • BOVESPA

    108.580,47
    +567,00 (+0,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,17
    -0,79 (-0,91%)
     
  • OURO

    1.840,10
    -3,10 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    42.021,80
    -183,79 (-0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    997,92
    +3,17 (+0,32%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.576,90
    -12,76 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.148,50
    +115,00 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1462
    -0,0212 (-0,34%)
     

Veja 6 dicas para economizar na ceia de natal

·4 min de leitura

O natal se aproxima e no atual contexto de inflação alta, pode ser uma dificuldade para boa parte da população conseguir comprar comida para pôr na mesa nessa data tão especial. Isso porque, há mais de 20 anos, o preço dos alimentos não estava tão caro como neste ano. Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP), alimentos que são usados com frequência pelos brasileiros tiveram aumentos exorbitantes, como é o caso do preço do óleo de soja que chegou a subir 91,88%.

Outros itens também apresentaram alta no seu valor em 2020: o arroz (76%), batata (68%), tomate (53%), carnes (18%), leite (17%), aves e ovos (15%) e pães (6,5%). Recentemente, o arroz, que foi um dos maiores vilões do bolso da população, apresentou queda de 14,5% entre janeiro e setembro de 2021. Já no mesmo período, o alimento que mais foi impactado com a alta dos preços foi o frango congelado (40,2%).

Além dos alimentos do dia a dia, para a ceia de natal produtos sazonais são utilizados, o que pode acabar encarecendo as compras. Diante desse cenário, listamos a seguir 6 dicas para economizar e não deixar a noite de natal pesar no seu bolso, confira:

  1. Defina previamente o número de convidados

  2. Estabeleça um valor a ser gasto

  3. Pesquise por preços e faça as compras em lugares diferentes

  4. Não deixe tudo para a última hora

  5. Substitua alimentos caros por opções mais em conta

  6. Cuidado com o cartão de crédito

Defina previamente o número de convidados

Para evitar exagerar nas compras e assim gastar mais do que deve, uma boa dica é listar exatamente quantas pessoas irão para a sua ceia de natal. Com isso, fica mais fácil definir o número de pratos e a quantidade de ingredientes que precisam ser comprados. Além disso, é possível também definir com seus convidados o cardápio para saber exatamente o que vai ser necessário e sugerir a colaboração de todos para evitar que alguém fique sobrecarregado. Se preferir, há ainda a possibilidade de dividir os custos entre os participantes da ceia.

Estabeleça um valor a ser gasto e faça uma lista de compras

Depois de saber quantos convidados irão comparecer na ceia, faça um orçamento e coloque na ponta do lápis um valor fixo a ser gasto. A lista do que precisa ser comprado será baseada nesse orçamento disponível. Caso você ache que pode acabar gastando mais do que o valor estabelecido, procure levar o dinheiro certo que pretende usar. Dessa forma, você consegue evitar ultrapassar o limite que impôs.

Pesquise por preços e faça as compras em lugares diferentes

Com a lista em mãos de tudo o que precisa ser comprado e com um orçamento fechado, pesquise o preço dos produtos em diferentes supermercados e lojas. Anote as melhores ofertas e, se possível, faça as compras em locais diferentes. Os preços podem variar, sendo assim, é importante estar disponível para comprar em mais de um estabelecimento.

Não deixe tudo para a última hora

Para conseguir seguir a dica anterior, é importante não deixar tudo para a última hora. Além de conseguir aproveitar os menores preços em diferentes supermercados, comprando com antecedência você irá conseguir evitar os produtos com preços de véspera, ou seja, de dias antes do natal que costumam ser ainda mais caros. Por isso, faça um planejamento para conseguir comprar com tranquilidade.

Substitua alimentos caros por opções mais em conta

Os alimentos tipicamente natalinos costumam ser caros. A demanda por esses produtos é alta e muitos deles não são comuns nessa época do ano no nosso país. Desse modo, uma boa opção para quem precisa economizar é trocá-los por ingredientes da estação, por exemplo.

Escolha marcas de produtos nacionais que não vão ter o peso do valor dos itens importados, e aposte em frutas e verduras da estação. Para a proteína, uma boa pedida pode ser um peixe. Se você é daqueles que não abre mão do pernil e do peru de natal, faça uma pesquisa prévia dos valores em diferentes lugares e das diferentes marcas para optar pelo preço mais em conta.

Cuidado com o cartão de crédito

Por fim, cuidado com o gasto desenfreado do cartão de crédito nessa época de compras para a ceia de natal. Opte por usar as formas de pagamento à vista (dinheiro, débito e pix). Caso não seja possível, leva a sério a dica número dois, mantendo firme o valor fixo estabelecido para gastar e, desse modo, não iniciar 2022 com dívidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos