Mercado fechado

Vegas Loop | Andamos nos túneis de Elon Musk em Las Vegas

A cidade de Las Vegas recebe mais de 40 milhões de turistas todos os anos, mas nem por isso é uma cidade com uma vasta quantidade de opções de transporte público. As linhas de ônibus são poucas e não há estações de metrô. Sendo assim, com exceção ao Monorail (uma espécie de monotrilho), taxi, Uber e afins, a locomoção por lá depende mais dos carros do que qualquer outra coisa.

Talvez com isso em mente, Elon Musk, com sua visão acima da média para a criação de negócios e soluções, utilizou sua empresa, a The Boring Company, para tocar um projeto de mobilidade urbana em Las Vegas que teria como base os carros elétricos da Tesla, o Vegas Loop.

O conceito é simples: criar uma série de estações embaixo da terra, como se fosse uma linha de metrô, só que em vez de se locomover com trens, você iria com os Tesla Model X, Y, 3 e S, comandados, claro, por um motorista treinado pela empresa e seguindo todas as recomendações de segurança.

Estação do Vegas Loop no Las Vegas Convention Center (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Estação do Vegas Loop no Las Vegas Convention Center (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

O Canaltech foi até Las Vegas para a cobertura da CES 2023 e teve a oportunidade de experimentar o Vegas Loop em seu trajeto gratuito, que percorre o caminho entre os pavilhões do gigantesco Las Vegas Convention Center. E mesmo em um trecho curto, podemos atestar: a ideia é excelente!

Por baixo da terra e zero emissão

Para viabilizar um transporte com carros e embaixo da terra, era mais do que óbvio que a solução mais eficiente e limpa — além de segura e saudável — seria com veículos elétricos. E andando pelos túneis do Vegas Loop, percebemos que a ideia foi meticulosamente pensada para os modelos da Tesla.

Um Tesla Model 3 entrando no Loop para levar seus passageiros (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Um Tesla Model 3 entrando no Loop para levar seus passageiros (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Todos os carros da marca, além de zero emissão, são extremamente seguros e contam com sensores por todos os lados da lataria. Os túneis são realmente estreitos e pessoas claustrofóbicas podem se sentir incomodadas, mas é inegável a eficiência do transporte nesses bólidos.

Os motoristas executam os movimentos e percorrem o trajeto com absurda naturalidade, pois sabem que, em qualquer eventualidade, o carro pode parar emergencialmente. No tempo em que ficamos nas estações, não vimos um carro arranhado sequer.

Mas como funciona, de fato, o Vegas Loop?

Assim que descemos para a estação LVCC (Las Vegas Convention Center), tudo aconteceu de modo muito rápido e dinâmico. Vários atendentes da The Boring Company estavam orientando os passageiros e perguntando para qual estação eles gostariam de seguir. Como eram poucas, a informação é passada ao motorista no ato da chegada no slot de estacionamento.

Chegando à estação, o atendente pergunta para qual estação desejamos ir, informamos, e ele já nos direciona para o slot certo, que, no caso, é o vazio. O motorista, por sua vez, não sabe para aonde vai, mas sabe onde tem que estacionar, graças a um aparelho no carro atualizado em tempo real.

Tudo é tão rápido que parece automatizado, mas, pelo que entendemos, a única pessoa que recebe informações previamente é o motorista. Os atendentes observam o decorrer das operações no visual e indicam onde os passageiros devem ficar na hora, mesmo.

Assim que entramos no carro, o motorista confirma o destino e entra no túnel do Vegas Loop. Não há paradas no meio do caminho. Você parte de um ponto e vai ao outro sem intermediários. Essa, talvez, seja a grande sacada do serviço quando estiver 100% pronto e com todas as estações em pleno funcionamento.

Tudo é muito rápido e dinâmico no Vegas Loop (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Tudo é muito rápido e dinâmico no Vegas Loop (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

A velocidade, ao menos no tempo em que experimentamos o serviço, não passou de 50km/h, mas a intenção do projeto é de que, quando finalizado, atingir os 250km/h. A ideia de Elon Musk é de, no futuro, além de ter mais estações, colocar carros funcionando sem motoristas. Estamos ansiosos para testar isso também.

O Vegas Loop vale a pena?

O Vegas Loop vale muito a pena se você estiver em missão no Las Vegas Convention Center. Como ainda não há muitas estações na cidade, você fica restrito a esse caminho e a outra rota, que te leva ao Resorts World. Esta última é paga e custa US$ 4,50 (R$ 23,08, na cotação atual) por dia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: