Mercado abrirá em 5 h 16 min
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,22
    +0,61 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.796,50
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    37.320,70
    +1.238,94 (+3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    847,30
    +27,79 (+3,39%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.622,23
    -184,77 (-0,78%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.147,50
    +160,75 (+1,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0562
    +0,0322 (+0,53%)
     

Vazamento de luz e IPS Glow: como resolver ou diminuir

·5 min de leitura

TVs e monitores com tela LCD (Liquid Crystal Display, ou display de cristal líquido) estão entre os modelos mais comuns e acessíveis do mercado. A tecnologia funciona, basicamente, combinando filtros de cor, camadas de cristal líquido e um painel traseiro de lâmpadas de LED, o chamado backlight, para exibir a imagem. Os cristais são posicionados de modo a barrar a passagem da luz e assim gerar as variações de cores, ou mesmo impedir totalmente a iluminação, criando tons de preto.

Populares pelo alto brilho, boa precisão de cores e preço equilibrado, os displays IPS LCD (In-Plane Switching) posicionam os cristais horizontalmente, alinhados com os LEDs, e os rotacionam em 90° para permitir que a luz passe e a imagem seja exibida. Apesar dos benefícios, essa configuração tem uma peculiaridade: entregar baixo contraste, já que boa parte do brilho ainda transpassa a camada de LCD.

A característica resulta em dois tipos de problema: o IPS Glow e o vazamento de luz, também conhecido pelo nome em inglês, backlight bleed. Vamos analisar ambos, compreender suas diferenças, e discutir possíveis soluções.

Vazamento de luz vs IPS Glow: qual a diferença?

O vazamento de luz, ou backlight bleed, é um defeito de fabricação em que uma intensa quantidade de luz do backlight é visível nas bordas do display. A falha tem uma aparência única, dando a impressão de haver o brilho de uma lâmpada vindo de um ponto específico. Frequentemente, o backlight bleed é resultado do posicionamento incorreto do LED, ou ainda quando a estrutura do monitor causa muita pressão nas laterais do painel LCD.

As regiões claras na parte inferior da tela na imagem são o IPS Glow, enquanto a área demarcada, bastante visível na borda, é o backlight bleed (Imagem: Lim's Cave)
As regiões claras na parte inferior da tela na imagem são o IPS Glow, enquanto a área demarcada, bastante visível na borda, é o backlight bleed (Imagem: Lim's Cave)

O IPS Glow, por outro lado, é uma característica das telas IPS, sendo caracterizado pelo brilho elevado visível principalmente nos cantos do monitor ou TV. Ele é decorrente da luz que não é barrada pelo cristal líquido, é mais difuso e pode apresentar uma certa tonalidade dependendo das configurações do painel, como azulado ou amarronzado, por exemplo. Justamente por ser algo inerente à tecnologia IPS, não possui exatamente uma solução precisa para ser resolvido.

Como testar o seu monitor

Apesar das diferenças entre o backlight bleed e o IPS Glow, o mesmo teste pode ser realizado para conferir a ocorrência de ambos, que exibe uma imagem preta em tela cheia, deixando bastante visíveis os pontos de vazamento e a quantidade de luz ainda exibida através do cristal líquido. Para realizar a verificação, basta seguir os seguintes passos:

  1. Acesse o site Backlight Bleed Test através do dispositivo que pretende avaliar (monitor, TV, celular, tablet);

  2. Apague as luzes do ambiente para impedir que a iluminação interfira nos resultados;

  3. Aperte Enter, caso esteja no computador, ou toque nos links indicados para entrar em tela cheia;

  4. Analise o painel — confira se há pontos muito luminosos nas bordas (backlight bleed) ou o quão brilhante e acinzentado/azulado/amarronzado o painel está (IPS Glow).

O site Backlight Bleed Test possibilita o teste de vazamento de luz e IPS Glow ao exibir uma imagem preta em tela cheia (Imagem: Backlight Bleed Test)
O site Backlight Bleed Test possibilita o teste de vazamento de luz e IPS Glow ao exibir uma imagem preta em tela cheia (Imagem: Backlight Bleed Test)

A presença de backlight bleed é uma falha e tem como soluções menos complexas a substituição do painel, seja por conta própria ou pela garantia da fabricante do monitor, ou a compra de um novo modelo. O IPS Glow, por outro lado, é natural, ainda que não possua um "nível ideal" — é necessário avaliar se a quantidade de brilho exibido é um problema para você.

Monitores que apresentam um Glow menor são realidade, mas todos estão suscetíveis ao chamado "display lottery", literalmente "loteria de display", já que cada unidade pode ser fabricada com um painel diferente, com características próprias. Felizmente, há algumas maneiras de reduzir sua percepção durante o uso.

Como amenizar o IPS Glow

A primeira maneira de reduzir a percepção do IPS Glow é seguindo o oposto do realizado no teste — aumentar a iluminação ambiente, com lâmpadas adicionais ou outras fontes de luz. Isso também deve resultar em um aumento do contraste, em virtude da maneira como nossos olhos percebem o brilho. Busque também ajustar o posicionamento do seu monitor de maneira adequada. Nos ângulos certos, o Glow pode ser reduzido drasticamente, ao ponto de se tornar quase imperceptível.

Ajustar o posicionamento do monitor e aumentar a intensidade da luz ambiente podem ajudar a contornar o IPS Glow (Imagem: Unsplash/Boicu Andrei)
Ajustar o posicionamento do monitor e aumentar a intensidade da luz ambiente podem ajudar a contornar o IPS Glow (Imagem: Unsplash/Boicu Andrei)

Você pode ainda diminuir a configuração de brilho do monitor, já que com menos emissão de luz, menor será a quantidade de brilho a transpassar o LCD. Essa dica em específico requer um período de adaptação, já que essa diminuição afetará também as cores do monitor, considerando que sua intensidade interfere nas tonalidades exibidas pela tela, característica identificada como volume de cor.

Outra solução paliativa é a de se afastar do display: quanto mais distante estamos do monitor, menos perceptível é o IPS Glow. A opção menos recomendada de todas, devido à dificuldade, é realizar ajustes na moldura com o intuito de reduzir a pressão aplicada no display, ainda que seja necessário ter o máximo de cautela para não causar danos ao display.

Caso o IPS Glow cause muito incômodo, a compra de um monitor com painel VA LCD ou OLED pode ser uma opção viável (Imagem: Divulgação/LG)
Caso o IPS Glow cause muito incômodo, a compra de um monitor com painel VA LCD ou OLED pode ser uma opção viável (Imagem: Divulgação/LG)

Em último caso, se essa característica for muito incômoda, você pode substituir seu dispositivo com tela TN ou IPS LCD por outro que contenha um painel VA LCD (Vertical Alignment, ou alinhamento vertical), reconhecido pelos pretos mais profundos graças ao posicionamento vertical dos cristais, ou mesmo o elogiado OLED, que acende cada pixel do painel individualmente e assim entrega "contraste infinito", não apresentando nenhum tipo de vazamento de luz.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos