Mercado fechará em 4 h 58 min
  • BOVESPA

    112.537,76
    +659,23 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.674,83
    +779,20 (+1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,18
    -0,10 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.839,60
    +9,40 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    19.280,02
    +330,76 (+1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    378,88
    +13,97 (+3,83%)
     
  • S&P500

    3.669,01
    +6,56 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    29.883,79
    +59,87 (+0,20%)
     
  • FTSE

    6.464,52
    +1,13 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.472,50
    +18,25 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2877
    -0,0321 (-0,51%)
     

Vazam detalhes sobre Cloud PC, futuro serviço de máquinas virtuais da Microsoft

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

A tendência para o futuro do mercado de trabalho é adotar um modelo híbrido entre o home office e a atuação presencial — o que significa uma necessidade cada vez maior de ferramentas de produtividade que possibilitam tal mobilidade. Isto posto, tudo indica que a Microsoft está cada vez mais perto de lançar a Cloud PC, sua inovadora plataforma que lhe permitirá “alugar” uma máquina virtual na nuvem para trabalhar.

A ideia por trás da solução é bem simples: empresas e instituições de ensino poderão contratar o serviço e dispor de computadores virtualizados para seus funcionários ou alunos. Tais PCs poderão ser acessados a qualquer hora, em qualquer dispositivo, bastando que o usuário final faça login com sua conta por um site específico ou pelo app Microsoft Remote Desktop (disponível para Windows 10, macOS, Android e iOS).

Como bem reparado pelo famoso leaker Walking Cat, o site cloudpc.microsoft.com já está no ar, embora ainda não seja possível utilizá-lo. Porém, analisando o código fonte do subdomínio, é possível encontrar um arquivo JSON — destinado a uso pela equipe de tradução do Microsoft, que ficará responsável por localizar a página para diferentes idiomas — que revela vários detalhes legais sobre o serviço.

Primeiramente, o Cloud PC será disponibilizado em três níveis de poder computacional: Médio, com duas vCPU (processadores virtuais), 4 GB de memória RAM e 96 GB de armazenamento em SSD; Pesado, com duas vCPU, 8 GB de RAM e 96 GB de SSD; e Avançado, com três vCPU, 8 GB de RAM e 40 GB de SSD. Só é difícil explicar o porquê do tier mais elevado ter menos espaço de armazenamento do que os demais.

Além disso, o documento revela que, internamente, o projeto atende pelo codinome de Deschutes — um apelido empregado, ironicamente, para evitar vazamentos como este que estamos noticiando. Infelizmente, não há qualquer menção sobre quando a plataforma será lançada, mas é prudente acreditar que só veremos um anúncio oficial em 2021.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: