Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.278,86
    +725,39 (+1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Vaticano revela suas proriedades antes de julgamento sobre investimento em Londres

·1 minuto de leitura
O Vaticano publicou neste sábado pela primeira vez o orçamento anual de um departamento chave que administra suas propriedades e investimentos

O Vaticano publicou neste sábado (24) pela primeira vez o orçamento anual de um departamento chave que administra suas propriedades e investimentos, dias antes do início de um julgamento sobre um polêmico investimento em Londres.

De acordo com o orçamento do ano passado, a Administração do Patrimônio da Sé Apostólica (APSA) possui 4.051 imóveis na Itália, além de 1.120 em Londres, Paris, Genebra e Lausanne.

Um dos edifícios em Londres, que gerou perdas significativas após ser comprado pela Secretaria de Estado de forma obscura para convertê-lo em apartamentos de luxo, está no centro do julgamento que terá início na terça-feira.

O secretário de Economia do Vaticano, Juan Antonio Guerrero, anunciou neste sábado que estão sendo feitos grandes esforços em termos de transparência em suas finanças, medida que faz parte do combate à corrupção promovido pelo papa Francisco.

“Viemos de uma cultura de sigilo, mas aprendemos que, em questões econômicas, a transparência nos protege mais do que o sigilo”, disse Guerrero após a publicação do orçamento.

No julgamento, será decidido se o investimento em Londres teve uma gestão corrupta por altos funcionários do Vaticano.

Guerrero defendeu que as medidas aplicadas nos últimos anos "vão dificultar que isso volte a acontecer".

Segundo o orçamento publicado, 14% das propriedades da APSA estão alugadas e o dinheiro arrecadado vai para fundos de caridade e o trabalho do Vaticano. Os 86% restantes são usados pelos escritórios do Vaticano ou para abrigar cardeais e funcionários da Santa Sé.

ide/eb/tjc/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos