Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,02
    -2,54 (-3,60%)
     
  • OURO

    1.809,60
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    39.771,01
    +1.411,38 (+3,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    977,06
    +50,30 (+5,43%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.081,50
    +35,25 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1185
    -0,0470 (-0,76%)
     

Variante Delta será predominante no mundo em breve, alerta OMS

·1 minuto de leitura

Na última segunda-feira (12), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou que a variante Delta do coronavírus será predominante no mundo "em breve". Ao todo, 104 países já registram casos dessa variante.

"O mundo está assistindo em tempo real enquanto o vírus da COVID-19 continua a mudar e a se tornar mais transmissível", afirmou Ghebreyesus, reafirmando ainda que enquanto países ricos pensam em doses de reforço, países pobres seguem sem proteger profissionais de saúde na linha de frente.

Enquanto isso, o diretor-executivo de emergências da OMS, Mike Ryan, ressaltou a importância de vacinar a população mais vulnerável. Já em junho, a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, chegou a fazer um alerta de que a variante Delta do coronavírus vinha se tornando dominante no mundo por ser mais transmissível.

Variante Delta será predominante no mundo em breve, alerta OMS (Imagem: fernando zhiminaicela/Pixabay)
Variante Delta será predominante no mundo em breve, alerta OMS (Imagem: fernando zhiminaicela/Pixabay)

Vale apontar que a variante já é responsável pela maioria dos casos de novas infecções nos Estados Unidos: aproximadamente 51,7% das contaminações, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doença (CDC). Recentemente, a variante Delta foi responsável por um aumento no número de casos de COVID-19 na Europa. A OMS chegou a informar que os casos cresceram em 10% no continente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos