Mercado abrirá em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,72
    +0,28 (+0,34%)
     
  • OURO

    1.774,50
    +8,80 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    62.397,13
    +142,50 (+0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,83
    +6,19 (+0,43%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.713,33
    +303,58 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.194,43
    +168,97 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.285,75
    -4,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4108
    +0,0193 (+0,30%)
     

Variante Delta predomina em SP: cepa representa mais de 95% dos novos casos

·2 minuto de leitura

A maioria dos casos de covid-19 na cidade de São Paulo é causada pela variante Delta (B.1.671.2) do coronavírus SARS-CoV-2, descoberta pela primeira vez na Índia. De acordo com levantamento do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto Adolfo Lutz, 95,2% dos registros da doença na capital foram causados pela variante que é considerada mais infecciosa.

No ranking de variantes do coronavírus mais presentes na cidade de São Paulo, está em segundo lugar a variante Gama (P.1). Esta cepa foi detectada pela primeira vez na cidade de Manaus, no Amazonas, e chegou a ser predominante na cidade, também. No entanto, a Gama representa, hoje, apenas 4,06% das amostras analisadas.

Variante Delta já é predominante na cidade de São Paulo (Imagem: Reprodução/kjpargeter/Freepik)
Variante Delta já é predominante na cidade de São Paulo (Imagem: Reprodução/kjpargeter/Freepik)

Vale destacar que esta análise das variantes foi feita a partir do sequenciamento de novos casos da infecção, durante a última semana. Considerando apenas as amostras do levantamento — aproximadamente 600 —, foram detectadas 573 pessoas infectadas com a variante Delta. Desde julho, quando a variante começou a circular de forma comunitária na cidade, foram identificados 2.494 casos.

Para barrar a chegada de novas variantes na cidade, estão em funcionamento algumas barreiras sanitárias, como a do Aeroporto de Congonhas e as dos terminais rodoviários do Tietê, Barra Funda e Jabaquara. Até o momento, 545 mil pessoas foram abordadas, com o registro 203 passageiros com sintomas respiratórios.

Impacto da variante Delta do coronavírus em SP

De acordo com a prefeitura de São Paulo, apesar do elevado número de amostras confirmadas para a variante Delta, o número de novos casos da covid-19 não tem apresentado crescimento significativo. Em paralelo, a prefeitura adota um movimento de flexibilização das medidas contra a transmissão da covid-19, como o retorno das torcidas aos estádios de futebol, o que está previso para ocorrer no dia 4 de outubro.

De acordo com o Consórcio de Veículos da Imprensa, 53,89% da população do estado de SP está completamente imunizada contra a covid-19, ou seja, recebeu as duas doses ou o imunizante de dose única contra a doença.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos