Mercado fechará em 5 h 31 min
  • BOVESPA

    123.540,76
    +1.739,55 (+1,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.214,48
    +19,05 (+0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,63
    +0,48 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.806,20
    -8,30 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    38.361,35
    -739,55 (-1,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,24
    -12,65 (-1,30%)
     
  • S&P500

    4.415,45
    +12,79 (+0,29%)
     
  • DOW JONES

    34.938,45
    +145,78 (+0,42%)
     
  • FTSE

    7.111,85
    -12,01 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.128,00
    +54,50 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0646
    -0,0537 (-0,88%)
     

Variante Delta já domina e gera aumento de mortes por COVID-19 nos EUA

·1 minuto de leitura

Nesta sexta (16), as autoridades norte-americanas revelaram que a variante Delta proporcionou um aumento de mortes por COVID-19 nos EUA, principalmente no que diz respeito a pessoas ainda não vacinadas. O número de casos aumentou 70% em relação à semana anterior e as mortes aumentaram 26%.

A média de casos diários é agora de mais de 26 mil, mais do que o dobro em relação a junho, em que a média era de 11 mil casos, de acordo com dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC). Segundo o órgão, 97% das pessoas internadas com COVID-19 nos EUA não são vacinadas.

Variante Delta gera aumento de mortes e por COVID-19 nos EUA, segundo os dados divulgados pelo CDC (Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay)
Variante Delta gera aumento de mortes e por COVID-19 nos EUA, segundo os dados divulgados pelo CDC (Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay)

A variante Delta, que é significativamente mais contagiosa do que a variante original do COVID-19, foi detectada em cerca de 100 países em todo o mundo e, na opinião do especialista em doenças infecciosas dos EUA, Anthony Fauci, é a variante dominante em todo o mundo.

No último dia 8, o CDC fez a estimativa de que a variante Delta seja responsável por 51,7% das contaminações. A variante em questão superou rapidamente a Alpha (B.1.1.7), que foi, até então, predominante no país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos