Mercado abrirá em 5 h 18 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,11
    +0,82 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.761,20
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    42.837,40
    -1.968,33 (-4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.072,70
    -61,69 (-5,44%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.955,61
    +51,70 (+0,75%)
     
  • HANG SENG

    24.238,97
    +139,83 (+0,58%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.110,00
    +100,50 (+0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2897
    +0,0450 (+0,72%)
     

Variante Delta faz disparar número de casos de COVID "nunca visto" no Japão

·2 minuto de leitura

Com a Olimpíada de Tóquio em andamento e milhares de estrangeiros, o Japão enfrenta um crescimento acentuado de casos do coronavírus SARS-CoV-2. Na quarta-feira (4), a capital Tóquio registrou um novo recorde de casos da COVID-19. Foram notificados 4.166 casos. Agora, autoridades de saúde adotam novas medidas para conter o avanço da doença.

Descoberta pela primeira vez na Índia, a variante Delta (B.1.671.2) do coronavírus desencadeou uma proliferação de novas infecções "nunca vista no passado", segundo o ministro da Saúde, Norihisa Tamura. Diante desse novo cenário, o ministro estabeleceu uma nova diretriz para a saúde pública: casos brandos da COVID-19 devem ficar em casa, sem ir para o hospital.

Casos da COVID-19 disparam com variante Delta e Olimpíadas (Imagem: Reprodução/Kjpargeter/Freepik)
Casos da COVID-19 disparam com variante Delta e Olimpíadas (Imagem: Reprodução/Kjpargeter/Freepik)

"A pandemia entra em uma nova fase... a menos que tenhamos leitos suficientes, não podemos levar as pessoas ao hospital. Estamos agindo preventivamente nesta frente", afirmou Tamura para o parlamento japonês. No entanto, a medida gerou controvérsia e as autoridades do Partido Liberal Democrata concordaram em buscar a revogação.

Questão das Olimpíadas

Na segunda-feira (2), o primeiro-ministro Yoshihide Suga também ressaltou que apenas pacientes graves da COVID-19 ou que correm risco de agravamento da doença devem ser hospitalizados. Enquanto isso, pacientes com casos leves deverão permanecer isolados em casa. O receio é que a medida possa elevar o número de óbitos no país.

Atualmente, pesquisas apontam que muitos japoneses se opõem à Olimpíada de Tóquio, enquanto o país não conseguiu conter a pandemia da COVID-19 e nem avançar com a vacinação da população. Segundo a plataforma Our World in Data, apenas 32,2% dos japoneses estão totalmente imunizados contra o coronavírus.

No entanto, tanto o premiê quanto os organizadores olímpicos dizem não haver relação direta entre os Jogos Olímpicos de Verão e o aumento acentuado de casos da COVID-19. Por outro lado, Shigeru Omi, um dos principais conselheiros médicos do país, defende que sediar os Jogos pode ter afetado o sentimento público e prejudicado o impacto dos pedidos do governo para que as pessoas fiquem em casa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos