Varejo quer vender com 'mais amor' e tecnologia