Varejo online tem deflação de 2,8% em dezembro, diz FIA

Os preços no varejo online aceleraram a queda em dezembro, de acordo com índice desenvolvido pelo Programa de Administração do Varejo (Provar), da Fundação Instituto de Administração (FIA), em parceria com a Felisoni Consultores Associados e com a Íconna Monitoramento de Preços no E-commerce. No mês passado, o e-Flation registrou deflação de 2,8%, recuo de 2,2 pontos porcentuais em relação a novembro (-0,6%). Na comparação com dezembro de 2011 houve redução de 2,3 pontos.

O indicador tem como proposta monitorar as variações dos preços de produtos ofertados online, acompanhando as tendências no mercado de consumo pela internet.

Oito categorias contribuíram para a deflação no período: Eletrodomésticos (-1,04%), Informática (-1,01%), Medicamentos (-0,24%), Cine e Fotos (-0,22%), Livros (-0,18%), Telefonia e Celulares (-0,17%), Brinquedos (-0,06%) e Eletroeletrônicos (-0,01%). Apenas duas registraram aumento de preços: CDs e DVDs (+0,01%) e Perfumes e Cosméticos (+0,13%).

No ano

Entre janeiro e dezembro o índice registrou deflação de 8,4%, sendo que quase todas as categorias tiveram queda ao longo do ano. Em 2011, o e-Flation teve deflação de 5,7%.

"Encerramos 2012 com a identificação de muita cautela no comportamento do consumidor, que pesquisou muito mais antes da compra durante todo o ano passado. O que facilitou a competitividade das empresas neste segmento e segurou a inflação destes produtos", acredita Claudio Felisoni, presidente do conselho do Provar/FIA.

O e-Flation é avaliado a partir da segunda quinzena do mês anterior à primeira do mês em referência. Os itens que compõem a cesta de cada uma das categorias são aqueles que, sendo os mais anunciados entre os sites mais procurados, resultam no que se chama de "campeões de vendas".

Carregando...