Varejo no Nordeste mantém tendência de alta, diz BC

O comércio varejista no Nordeste manteve, no início deste segundo semestre, a tendência ascendente delineada a partir de janeiro, quando passou a registrar maior dinamismo do que o assinalado em âmbito nacional, informa o Boletim Regional de Economia, divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central (BC). O Produto Interno Bruto (PIB) da região avançou 1,6% no trimestre terminado em agosto.

"Essa trajetória, associada às expansões da massa salarial e do volume das transferências governamentais e das operações de crédito no segmento de pessoas físicas, traduz-se no crescimento de 2,2% observado nas vendas varejistas da região no trimestre encerrado em agosto, em relação ao anualizado em maio, quando, no mesmo tipo de comparação, haviam aumentado 4%, de acordo com dados dessazonalizados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE", informou o BC.

O resultado trimestral, de acordo com a autoridade monetária, refletiu, em especial, os crescimentos assinalados nas vendas de livros, jornais, revistas e papelaria (7,5%); móveis e eletrodomésticos (4%); e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (3%). O comércio ampliado incorporou o desempenho positivo do setor de veículos, motos e partes, entre outros (11,3%).

Carregando...