Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.263,96
    +103,32 (+0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Varejistas aumentam frota de tuk-tuk e bicicleta para pequenas entregas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Grandes varejistas intensificam os investimentos na eletrificação das suas frotas para entregas menores.

A Via, dona de Casas Bahia, Ponto e Extra.com.br, vai incrementar com tuk-tuks elétricos sua rede de veículos para a entrega de mercadorias leves na chamada última milha.

O projeto-piloto, inicialmente implantado com seis veículos na zona Sul e no centro de São Paulo (SP), faz parte do plano de implementar a iniciativa gradativamente e deve ser expandido para todo o país.

A Americanas, que iniciou a eletrificação em 2021, possui atualmente uma frota ecoeficiente com 343 veículos, sendo 180 utilitários, 61 tuk-tuks e 86 bicicletas, todos elétricos.

Além dos modais elétricos, a companhia incorporou à frota 16 caminhões movidos a biometano e gás natural, além de bicicletas convencionais.

O Magazine Luiza, que no ano passado adotou os VUCs, veículos urbanos de carga elétricos, nas suas operações, começou a testar também entregas com tuk-tuks e bicicletas elétricas.

De acordo com Ana Luiza Herzog, gerente corporativa de reputação e sustentabilidade do Magalu, ainda não há previsão de quando o projeto estará nas ruas.

Com quase a totalidade da frota terceirizada, a empresa quer estimular os seus transportadores na migração para os elétricos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos