Mercado abrirá em 6 h 38 min
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,53 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,52
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.863,40
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    22.871,93
    -506,02 (-2,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,53
    -12,33 (-2,30%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.130,87
    -529,60 (-2,45%)
     
  • NIKKEI

    27.698,73
    +189,27 (+0,69%)
     
  • NASDAQ

    12.567,50
    -56,50 (-0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5393
    +0,0008 (+0,01%)
     

Varejista americana lança sanduíche de lagosta por R$ 5,2 mil

Varejista on-line de lagostas dos Estados Unidos resolveu comercializar um dos sanduíches mais caros do mundo (Getty Creative)
Varejista on-line de lagostas dos Estados Unidos resolveu comercializar um dos sanduíches mais caros do mundo (Getty Creative)
  • Varejista on-line de lagostas dos EUA resolveu comercializar um dos sanduíches mais caros do mundo;

  • Sanduíche leva lagosta, caviar, flocos de ouro comestível e wagyu;

  • Ele custa US$ 1.000, o que corresponde a R$ 5,2 mil, e os compradores ainda levam de brinde um molho de trufas brancas.

A Get Maine Lobster, varejista on-line de lagostas dos Estados Unidos, resolveu comercializar um dos sanduíches mais caros do mundo. As informações são do portal Agrolink.

Chamado de "ki", o sanduíche leva lagosta, caviar, flocos de ouro comestível e wagyu. Ele custa US$ 1.000, o que corresponde a R$ 5,2 mil, e os compradores ainda levam de brinde um molho de trufas brancas, uma colher de caviar de pérola, uma casca de ostra prateada e uma toalha de algodão da marca.

Segundo o Agrolink, o sanduíche pelo menos é generoso: serve até quatro pessoas.

Hambúrguer de R$ 30 mil

O chef Robbert Jan de Venn, dono do restaurante holandês De Daltons, criou uma iguaria para poucos, mas por uma causa nobre: um hambúrguer que custa US$ 5.900, quase R$ 31 mil. Todo o lucro obtido com a venda do sanduíche, considerado o mais caro do mundo, foi revertido para uma instituição de caridade.

Chamado de “The Golden Boy” (O Menino de Ouro), o hambúrguer levou nove horas para ser preparado. Apresentado em um prato de fumaça com infusão de uísque, os ingredientes do sanduíche incluíam carne A5 Wagyu, caranguejo rei, caviar beluga, Jamon Iberico vintage, maionese de ovo de pato defumado, trufa branca, molho de churrasco de café Kopi Luwak, tomate tigre em conserva no matchá japonês e pães dourados com infusão de champanhe Dom Perignon.

Por se tratar de um ato de caridade, a edição especial foi adquirida por Rober Willemse, presidente da Royal Dutch Food and Beverage Association (Associação de Alimentos e Bebidas da Holanda). Mas os interessados em provar a iguaria podem reservar um exemplar na página da hamburgueria com duas semanas de antecedência e enviar um depósito de € 750 EUR (aproximadamente R$ 3.900).

Lembrando que, no Brasil, o quilo da trufa branca, um dos ingredientes do sanduíche, pode custar mais de R$ 15 mil. Já o quilo da picanha de Wagyu pode chegar a até R$ 1.800.