Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,59 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,65 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,76
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.821,70
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    20.310,25
    -419,45 (-2,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    440,21
    -9,85 (-2,19%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,31 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    26.727,46
    -322,01 (-1,19%)
     
  • NASDAQ

    11.672,00
    -2,25 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5436
    -0,0005 (-0,01%)
     

Varíola dos macacos | RJ registra segundo caso e BR chega a oito confirmados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

No último domingo (19), o Ministério da Saúde confirmou o segundo caso de varíola dos macacos no Rio de Janeiro. Suspeitas à parte, trata-se do oitavo registro oficial da doença no Brasil. O paciente em questão tem 25 anos, mora em Maricá e apesar de não ter viajado para outro país, teve contato com estrangeiros.

O caso foi confirmado pelo Laboratório de Enterovírus da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), nomeado no último dia 15 para monitorar os casos suspeitos de varíola dos macacos. De acordo com o Ministério da Saúde, todas as medidas de contenção e controle foram adotadas imediatamente após a suspeita da doença.

Por enquanto, o homem de Macaé apresenta quadro clínico estável, sem complicações, e está sendo monitorado pelo Instituto Nacional de Infectologia e pelas Secretarias de Saúde do Estado e Município. Além disso, o comunicado diz que o rapaz está completamente isolado.

Varíola dos macacos no RJ

O primeiro caso de varíola dos macacos no Rio de Janeiro foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio) no último dia 15. O paciente foi um brasileiro de 38 anos que mora em Londres (Inglaterra), mas veio ao Brasil no dia 11 e buscou atendimento médico no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz).

A equipe responsável encaminhou as amostras clínicas ao Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e o resultado positivo veio à tona na terça (14).

Exemplo de lesões deixadas pela varíola dos macacos (Imagem: R. Robinson/CDC)
Exemplo de lesões deixadas pela varíola dos macacos (Imagem: R. Robinson/CDC)

Total de casos no Brasil

O Ministério da Saúde anunciou que "no momento, o Brasil registra oito casos confirmados, sendo quatro em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e dois no Rio de Janeiro. Outros seis casos permanecem em investigação. Todos seguem isolados e em monitoramento."

O primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil foi registrado no último dia 8: um homem de 41 anos, que tinha retornado de uma viagem à Espanha, sendo que a Europa é um dos epicentros dos surtos da doença.

No que diz respeito aos sinais de varíola dos macacos, vale se atentar a sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, dores no corpo e glândulas inchadas. Entre 24 e 36 horas do início da febre, as primeiras erupções surgem no corpo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos