Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,28
    +0,71 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.825,20
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    20.759,91
    -301,95 (-1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    451,95
    -9,84 (-2,13%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.943,83
    +72,56 (+0,27%)
     
  • NASDAQ

    12.075,25
    +34,75 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5281
    -0,0160 (-0,29%)
     

Varíola dos macacos: Fiocruz entrega 1º lote de insumos para testes no Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Através do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou, na quarta-feira (8), o primeiro lote de insumos para testes da varíola dos macacos (monkeypox) em humanos. Os controles positivos auxiliam no diagnóstico seguro da doença viral e foram produzidos no intervalo de uma semana.

“Utilizamos matéria-prima e nossa expertise no desenvolvimento de kits para diagnóstico, somado ao que está publicado pela literatura científica internacional, para produzir as reações com qualidade e que possibilitem o diagnóstico molecular preciso e seguro do vírus Monkeypox”, explica o gerente de Desenvolvimento Tecnológico do IBMP, Fabricio K. Marchini, em comunicado sobre a iniciativa.

Fiocruz entrega primeiro lote de insumos para o diagnóstico da varíola dos macacos (Imagem: Dr. Noble/CDC)
Fiocruz entrega primeiro lote de insumos para o diagnóstico da varíola dos macacos (Imagem: Dr. Noble/CDC)

Vale lembrar que, na quarta-feira (8), o Brasil confirmou o primeiro caso oficial da varíola dos macacos na cidade de São Paulo. O paciente teria voltado de uma viagem recente para a Espanha. Além deste caso, outros oito estão em investigação, segundo o Ministério da Saúde.

Para onde vão os insumos da Fiocruz?

O primeiro lote de insumos para testes da varíola dos macacos foi distribuído a partir de duas frentes:

  • Parte da produção foi entregue para a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) — o escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por sua vez, serão enviados para pelo menos 20 países;

  • Outra parte foi distribuída para os laboratórios de referência no Brasil, ou seja, as instituições que têm capacidade de diagnosticar casos da varíola dos macacos em humanos.

Quem diagnostica a varíola dos macacos?

No momento, o número de laboratórios que são capazes de diagnosticar a varíola dos macacos é bastante limitado no Brasil. A seguir, confira os únicos 4 centros de pesquisa aptos para o procedimento:

  • Laboratório de Biologia Molecular de Vírus do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LBMV/IBCCF/UFRJ), no Rio de Janeiro;

  • Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais/Fundação Ezequiel Dias (Lacen/Funed), em Minas Gerais;

  • Laboratório Central de Saúde Pública de São Paulo/Instituto Adolfo Lutz (Lacen/IAL), em São Paulo;

  • Laboratório de Referência em Enterovírus do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro.

Medidas como a da Fiocruz devem aumentar, de forma gradual, os centros de testagem para a doença no país, já que facilita o acesso aos insumos dos testes. Iniciativa é importante, porque pacientes contaminados devem permanecer em isolamento, evitando a disseminação do vírus.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos