Mercado abrirá em 4 h 6 min
  • BOVESPA

    119.297,13
    +485,13 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,17
    +0,99 (+1,65%)
     
  • OURO

    1.747,50
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    64.115,52
    +3.003,50 (+4,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.381,01
    +87,02 (+6,72%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.898,86
    +8,37 (+0,12%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.994,00
    +18,25 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8422
    +0,0110 (+0,16%)
     

Porcentagem de venda futura é o que separa Matheus Babi, do Botafogo, de ida ao Athletico

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Botafogo e Athletico Paranaense ainda buscam um acordo quanto Matheus Babi. Com tudo certo envolvendo o Serra Macaense, clube que detém os direitos econômicos do atleta, o Furacão, agora, precisa ter um sinal verde por parte do Alvinegro, time pelo qual o atacante está emprestado até dezembro de 2021, o que ainda não aconteceu.

Como o LANCE! adiantou na última quarta-feira, a negociação passa por um período complicado porque Athletico Paranaense e Botafogo não chegaram a uma conclusão sobre os valores. Com o Furacão e o Serra Macaense, tudo certo: haverá o pagamento de 1 milhão de euros (R$ 8 milhões, na cotação atual).

O Botafogo pediu R$ 3 milhões e 5% dos direitos de uma futura venda de Matheus Babi para o Athletico, que ofereceu apenas o valor de transferência, sem a porcentagem. O Alvinegro recusou os números apresentados pelo Furacão, o que explica a negociação ter entrado em compasso de espera.

Dirigentes de Athletico e Botafogo continuarão conversando nesta quinta-feira e nos próximos dias para chegar a um denominador comum e um aperto de mãos, que concretizaria a ida de Matheus Babi ao Furacão. O Serra Macaense monitora a situação e torce para um desfecho positivo.