Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.038,23
    +228,70 (+0,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

VALORANT | Após novas denúncias de assédio, Nicolino é afastado mais uma vez

·3 minuto de leitura

Após a Riot Games Brasil anunciar o retorno do caster Nícolas “Nicolino” Emerenciano na terça-feira (3), novas denúncias relatando casos de má conduta por parte do caster surgiram nas redes sociais. Depois destas acusações, a Riot optou por voltar atrás na decisão de Nícolas voltar a integrar o time de transmissão do VCTBR, agora afastando o narrador por tempo indeterminado.

Atenção: o texto a seguir pode conter gatilhos (assédio e abuso sexual).

Após novas denúncias de assédio, a Riot Games Brasil afastou Nicolino por tempo indeterminado da transmissão. (Imagem: Bruno Alvares/Riot Games Brasil)
Após novas denúncias de assédio, a Riot Games Brasil afastou Nicolino por tempo indeterminado da transmissão. (Imagem: Bruno Alvares/Riot Games Brasil)

O primeiro comunicado da Riot Games sobre o caso gerou revolta nas redes sociais devido a falta de clareza da desenvolvedora de VALORANT e League of Legends sobre as investigações. Nos últimos dias, outras mulheres do mercado de games e eSports publicaram relatos no Twitter acusando Nicolino de má conduta e assédio.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Helena Nogueira, jornalista e apresentadora, publicou um relato em seu perfil no Twitter, dizendo que sofreu assédio por parte de Nícolas em 2017, quando ambos trabalhavam na Agência EA. Na publicação, ela comenta que o caster a agarrou pelos braços e tentou forçar um beijo durante uma festa em que funcionários da empresa estavam presentes.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leticia "Let" Eubank, streamer, também relatou a forma como Nícolas a abordou, mas sem citá-lo nominalmente. Em uma sequência de postagens no Twitter, a streamer disse que o narrador conversava com ela sobre problemas no seu relacionamento e que o caster chegou a enviar fotos íntimas através de outra rede social, o Instagram.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Neila, produtora de conteúdo, publicou um vídeo de protesto pelo retorno do caster, chegando a convidar a comunidade do VALORANT para integrar a hashtag #ForaNicolino no Twitter. Devido às novas denúncias vindo das pessoas que acusam Nícolas de assédio, a Riot Games Brasil publicou um segundo comunicado no Blog do VCTBR, afastando o caster por tempo indeterminado.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


O Canaltech apurou que, em julho, as denúncias foram enviadas para a Riot através de um formulário, respeitando o anonimato das envolvidas. Mesmo após o envio de vários relatos, o caster teria sido considerado pela Riot apto a voltar para as transmissões do VCTBR.

Nícolas publicou uma nota no Twitter, admitindo a conduta inapropriada com várias mulheres, chegando a citar o fato de que estava em um relacionamento na época. De acordo com a publicação, as pessoas envolvidas no caso estavam “interessadas e alinhadas com a situação”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O Canaltech procurou a Riot Games Brasil para obter mais informações sobre o processo de investigação da empresa sobre o caso, mas a empresa optou por manter o posicionamento publicado no blog.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos